31 de out de 2010

Halloween:- Uma festa importada que nada tem a ver com nossa cultura

  "Prefiro o Dia Nacional do Folclore ao Halloween"!
  Um dia, um priminho meu chegou da escola trazendo um desenho no papel sulfite contendo uma abóbora em chamas, além de um pacotinho de doces, com balas, chicletes e pirulitos. Surpreso, perguntei à ele o que era aquilo. Disse-me que na sua classe ele e seus amiguinhos tinham comemorado o "Dia das Bruxas". Achei interessante, porém, me bateu um sentimento de tristeza, ao mesmo tempo. Digo isso, porque esse tal dia das bruxas foi incorporado em nossa cultura como tantas outras coisas vindas de outros países. O Haloween começava a fazer parte do calendário brasileiro.
  O dia das bruxas, ou Halloween, é uma tradição dos povos celtas de aproximadamente duzentos anos atrás. Os celtas, por sua vez, habitavam os países que hoje compõem o Reino Unido e o norte da França. Porém, foi na Irlanda que o Haloowen ganhou força e foi difundido pela Europa. Esses povos viam o fim do verão (31 de outubro), o início de um período de dificuldades, (inverno), muito similar à morte, onde a fartura já não fosse mais abundante. Segundo a crença, no início do inverno, as almas dos mortos voltariam e assombrariam os vivos. Por isso, apagavam-se às luzes, e vestia-se trajes assustadores para intimidar os espíritos invasores. A crença, aos poucos foi virando folclore, e ganhou o formato de festa, com brincadeiras, como por exemplo a dos "doces ou travessuras". A tal abóbora furada e com velas no seu interior, diz respeito ao espírito de um alcóolatra Irlandês cujo o diabo veio buscar sua alma. Em duas ocasiões, Jack, o bêbado, enganou o "coisa ruim", fazendo com que sua ida ao inferno fosse prorrogada. Porém, ao morrer, Jack não foi aceito no céu, nem no inferno, pois o diabo tinha se sentido humilhado pelo bêbado. Sendo assim, Jack passou a penar pelo mundo dos vivos, com uma abóbora iluminada com velas, assustando as pessoas.  A forte presença do povo Irlandês nos Estados Unidos fez com que essa festa fosse difundida em solo norte-americano. Como tudo o que vêm dos Estados Unidos influi muito na cultura latino-americana, o tal Halloween, chegou também, em solo brazuca.
   Mas o que me deixa bastante chateado, é que em minha época de aluno do ensino fundamental, a gente nem ouvia falar dessa festa. Comemorávamos sim, o "Dia do Folclore" em 22 de agosto. A gente aprendia muito sobre lendas que povoavam o imaginário do brasileiro, muitas vindas das cultura portuguesa, indígena e africana. Eis aqui algumas:-
Iara:- É a mesma "sereia" da mitologia,  uma mistura  de peixe com tronco e cabeça de mulher. Seu canto enfeitiçador encantava os pescadores, que naufragavam com seus barcos, morrendo afogados.
saci-pererê:- Menino negro com gorro vermelho, cachimbo nos lábios e travesso. Possuía uma perna só, e se empenhava em assustar as criações de gado e cavalo nas fazendas e propriedades rurais brasileiras
curupira:- Anão com longos cabelos vermelhos e pés voltados para trás. Tinha como objetivo proteger a selva e as matas, emitindo um assovio assustador. Com essas características, amedrontava caçadores e lenhadores, provocando-lhes devaneios e delírios.
boto:-  Lenda Amazônica, em que um mamífero da água doce, muito parecido com o golfinho, transforma-se em homem, vindo à superfície para seduzir mulheres. Muitas mulheres que engravidavam solteiras, diziam-se ter sido encantadas pela lenda.
mula-sem-cabeça:- Dizem ter sido uma jovem mulher que viveu um romance com um padre. Como castigo dos céus, transformava-se em uma mula desprovida de cabeça, na qual soltava uma labareda de fogo.

  Como o Halloween teve a infeliz coincidência acontecer justamente na data do segundo turno das eleições presidenciais de nosso país, acrescentarei duas lendas vivas do folclore brasileiro à lista:-

Vampiro Serra:- É uma figura com fisionomia grotesca, com ar de bonzinho e fala mansa. Porém, dizem que ao conquistar seus objetivos políticos, costuma sugar o sangue da população mediante carga tributária. Mas sua principal vítima é o funcionalismo público, que está agonizando devido à sua sede sanguinária. Anda consigo um tal Paulo Preto, companheiro de fraudes em licitações, mas que o traiu sumindo com 4 milhões do caixa 2 de sua campanha.
Bruxa Dilma:- Também com fisionomia grotesca, é uma mulher com um ar pouco feminino. Participou da guerrilha armada contra a ditadura militar brasileira e sequestrou um embaixador americano, naquela época. Vive às sombras da popularidade do presidente Lula e tinha como mulher de confiança uma tal Erenice Guerra, que encheu a Casa Civil de corrupção. É acusada também de querer censurar a liberdadede imprensa.
     Obs:- Na condição de funcionário público morador do Pontal do Paranapanema, irei à urna depositar o meu voto contra o Vampiro Serra. Votarei, consequentemente, na Bruxa Dilma. Minha jugular está inchada de tanto receber mordidas sedentas desse senhor. Mas convenhamos...nosso Halloween é muito mais assustador do que o do resto do mundo!


                                                            * O Eldoradense

30 de out de 2010

Maradona:- 50 anos de magia e polêmicas

video
Insuportável genialidade

  Semana passada, escrevi um texto dizendo o que penso com relação à Pelé, sem dúvidas o maior jogador de futebol de todos os tempos. O Rei, há uma semana atrás, comemorou seus setenta anos. Acima do texto, uma charge caçoando Don Diego Maradona. Logicamente, a charge alimenta o folclore da rivalidade entre brasileiros e argentinos, mas é só isso. Não dá para negar que Maradona é um grande ícone da história do futebol mundial, e se eu estabeleci o adjetivo "Deus" do futebol para Pelé, Maradona, por sua vez, é o "gênio" desse esporte.
  Nascido no subúrbio pobre e violento de Buenos Aires, mais precisamente em um local chamado "Forte Apache", Maradona fez do futebol sua paixão e também instrumento de mobilidade social. Começou sua carreira no modesto Argentino Juniors, sendo que sua passagem mais marcante no futebol Argentino, foi no Boca Juniors, clube pelo qual nutre um fanatismo ímpar. Na Europa, jogou na Espanha e na Itália. Barcelona e Sevilla foram os seus clubes em solo espanhol. Porém, foi na Itália que Maradona viveu o céu e o inferno de sua conturbada carreira:- foi capaz de levar a desconhecida equipe do Nápoli ao topo do futebol da velha bota. Juntamente com Careca e Alemão, o esquadrão celeste desbancava tradicionais equipes do calcio, como é conhecido popularmente o Campeonato Italiano. A equipe Napolitana, sob a regência de Maradona, conquistaria 2 campeonatos nacionais, 1 Copa da Itália, 1 Supercopa da Itália, além do título mais importante do clube:- A Copa da Uefa, na temporada 1988/89. Este é o capítulo bonito da história do craque em Nápoles. Vamos ao capítulo tenebroso:- Diziam que o Nápoli era um clube mantido pela Camorra, uma quadrilha conhecida na Itália por agir no sul daquele país. O futebol, era uma das ramificações do grupo, que via no esporte uma forma de "lavagem" do dinheiro com negócios ilícitos. E o tráfico de drogas era um desses negócios obscuros. Maradona viu-se, naquela ocasião, endinheirado e assediado pelos figurões da Camorra, sendo presença marcante em festas regadas à bebida, mulheres e cocaína. E foi o terceiro item das festas o algoz da brilhante carreira do atleta, infelizmente.
   Na seleção Argintina, Maradona também viveu momentos de idolatria e decadência. Foi capaz de levar uma seleção mediana ao título em 1986, no México. Os pontos altos dessa conquista, foram os gols contra a seleção da Inglaterra, sendo um assinalado marotamente com a mão, e outro numa arrancada fulminante pelo meio-campo, deixando vários marcadores para trás e finalizando com frieza e raiva ao mesmo tempo. Raiva porque a Argentina tinha vivido um confronto bélico contra a mesma Inglaterra, sendo as Ilhas Malvinas o motivo do embate. Mas naquele dia, Maradona estava insuportavelmente genial:- vingou na bola a derrota sofrida para os britânicos na guerra. Em 1990, na Copa do Mundo da Itália, dizia estar com a unha de um dos dedos encravada; e suas condições de jogo contra o Brasil, estariam limitadas para o jogo de oitavas-de-final. Pobre daquele que acreditou na história e duvidou da superação do Argentino:- Maradona deu uma arrancada incrível no meio de campo, deixando Dunga e Alemão para trás; passou a bola precisamente para Cláudio Caniggia, e o Brasil estava fora do mundial. A Argentina foi vice-campeã naquele ano, perdendo para a Alemanha. Em 1994, mais pesado, estava disposto a levar seu país ao triunfo, na Copa do Mundo dos Estados Unidos. Porém, um exame anti-doping o tirou do mundial. Acredita-se pelo histórico do seu vício que o resultado do exame fosse verdadeiro. Porém, muitos também acham que o fato pudesse ter sido uma retaliação da Fifa ao craque, que criticara os horários das partidas sob o sol escaldante do verão norte-americano. Maradona jurou pela vida da filha que não tinha praticado tal insanidade.
  Maradona foi gênio genioso, polêmico e com um coração gigante como seu futebol. Diziam Careca e Alemão que era um companheiro incrível. Nós brasileiros, zombamos do craque por uma questão de rivalidade sul-americana. Mas não dá para negar que o Argentino foi um exímio jogador dentro das quatro linhas. Tinha dribles desconcertantes, arrancadas maravilhosas e finalização certeira. Era patriota, e unia a garra à técnica. Tinha jeito de arrogante, que creio eu, era uma auto-defesa sua para intimidar adversário. E o pior que conseguia intimidar. Para aqueles que não conhecem ou pouco viram sobre o talentoso Maradona, vejam o vídeo do seu gol contra a Inglaterra, em 1986, na Copa do México. Na minha opinião, o gol mas bonito da história das Copas do Mundo.  Maradona:- Maravilhoso jogador que Deus criou, para atenuar o marasmo que o futebol viveria, após a despedida de Pelé.

                                                      * O Eldoradense

29 de out de 2010

Debate na Globo:- O Confronto final!

  A Rede Globo realiza nesta sexta-feira (29) debate com os candidatos à Presidência da República Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB). O último debate da campanha ocorrerá na Central Globo de Produção, no Rio de Janeiro. A mediação será do jornalista William Bonner. A transmissão começa logo após a novela "Passione".
  Os candidatos responderão a perguntas formuladas por eleitores indecisos, que estarão na plateia. O instituto de pesquisas Ibope foi responsável pela seleção dos participantes, oriundos de diferentes estados do país. A definição das perguntas seguiu a segunte dinâmica: na véspera do debate, cada eleitor indeciso formulou cinco perguntas, individualmente e por escrito, sobre temas de interesse nacional definidos pela produção.
  Os temas são: saúde, educação, meio ambiente, políticas sociais, previdência, investimento em infraestrutura, política econômica, agricultura, saneamento, política externa, corrupção, transportes, desemprego, segurança, habitação, funcionalismo público, impostos, legislação trabalhista e energia. De um total de 400 perguntas, foram selecionadas as 12 mais representativas de cada tema. As questões não serão específicas ou dirigidas a um dos dois candidatos.
  Estrutura e regras

  O debate terá três blocos, em que os dois candidatos responderão as perguntas dos indecisos. Um sorteio definirá o candidato que responderá a primeira questão. A segunda pergunta será respondida pelo segundo candidato e assim sucessivamente, fazendo com que ambos respondam o mesmo número de questões. O candidato da vez sorteará o eleitor indeciso, que terá 30 segundos para ler sua pergunta. O candidato terá dois minutos para a resposta, com dois minutos de réplica do outro candidato e mais dois minutos para a tréplica. Ao fim do terceiro bloco, os candidatos terão dois minutos para fazer suas considerações finais.
  Uma arena será o cenário do debate, o que facilitará a movimentação dos candidatos durante as respostas. Os eleitores indecisos estarão sentados em volta. Se algum candidato não comparecer, os indecisos farão todas as perguntas para o candidato presente. Ao final do debate, os candidatos concederão à imprensa entrevista coletiva de cinco minutos. A ordem das entrevistas foi determinada por sorteio. José Serra será o primeiro a falar com a imprensa, seguido por Dilma Rousseff. Fonte:- G1  * Para visualizar a imagem em tamanho original, clique sobre a mesma

28 de out de 2010

Em Mianmar, foi descoberta uma espécie da macaco com nariz arrebitado

  Uma nova espécie de macaco com o nariz arrebitado foi encontrada no nordeste de Mianmar (antiga Birmânia), na Ásia. As narinas do animal são voltadas para cima, portanto, quando chove, a água entra pelas cavidades, fazendo com que o macaco espirre. Há outras espécies com esse tipo de nariz, mas são bastante raras. Para os especialistas, a descoberta de uma nova espécie de primata é algo excepcional e demonstra a grande biodiversidade de Mianmar - uma riqueza que precisa ser protegida, eles enfatizam.
A  nova espécie foi descrita em um artigo divulgado na publicação especializada American Journal of Primatology.
  Entrevistas com a população local revelaram que, embora cientistas desconhecessem a espécie, os moradores da área já sabiam da existência do animal, que é conhecido como mey nwoah, ou “macaco com o rosto virado para cima”.  Segundo relatos de caçadores, é particularmente fácil identificar os macacos quando chove: eles espirram alto quando a água da chuva cai em suas narinas e tendem a ser vistos com a cabeça entre os joelhos. Todas as espécies de macacos de nariz arrebitado são consideradas seriamente ameaçadas de extinção, incluindo o impressionante macaco de rosto azul R. roxellana.
  A caça e a destruição do habitat desses animais são os fatores que mais ameaçam as populações de animais no mundo. A ONG Fauna & Flora International já iniciou campanhas envolvendo a população da área e a indústria madeireira para que o habitat da nova espécie seja protegido. "Se pudermos convencer a população da área a parar de caçar o macaco de nariz arrebitado, por meio da criação de um sentimento de orgulho local, desenvolvendo patrulhas comunitárias e monitoramento, e oferecendo fontes alternativas de sustento para comunidades que dependem da floresta, poderemos salvar (a nova espécie) da extinção", disse Momberg. Fonte:- Uol Notícias     * Para visualizar a imagem em tamanho original, clique sobre a mesma.

27 de out de 2010

Bahia:- Dilma criticou Serra e pediu "axé" para a população.

  Em uma das poucas cidades baianas em que no primeiro turno recebeu menos votos do que Jose Serra, a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, fez campanha hoje em Vitória da Conquista, interior do Estado. Em comício na Praça Barão do Rio Branco, região central da cidade, Dilma enfatizou que seus adversários usaram estratégia do medo para disfarçar a falta de propostas.

"Este medo, que a cada eleição eles tenham colocar nas pessoas, é porque eles não têm um projeto para o Brasil", afirmou a candidata, que chegou com duas horas de atraso ao evento. Com o atraso, o governador reeleito Jaques Wagner (PT) teve de entreter o público, estimado em cerca de 7 mil pessoas, que lotava a praça. "Ela está parecendo noiva no dia do casamento, é a última a chegar", disse o petista.
  Em seu discurso, Wagner afirmou que a chegada de Dilma Rousseff no Ministério da Casa Civil marcou um momento de "virada" do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva: “Sem desmerecer quem veio antes, o governo era um antes de ela assumir (a Casa Civil) e virou outro, muito melhor, depois que ela assumiu”.
  Quando começou a falar, Dilma disse que discursaria pouco, porque estava sem voz. Mas discursou por mais de 20 minutos, e ao final cantou uma versão do jingle "Lula, lá" adaptada pelo compositor mineiro Wagner Tiso, que transformou a música em "Dilma, lá".

Sem citar as últimas pesquisas de intenção de voto, que lhe conferem vantagem sobre o adversário tucano,    Dilma fez trocadilhos com as palavras "Vitória" e "Conquista", que dão nome ao município onde se encontrava. Na despedida do comício, seu último evento no Estado, ela pediu um "axé" do povo baiano. Fonte:- Último Segundo, eleições. * Para visualizar a imagem em tamanho original, basta clicar sobre a mesma

26 de out de 2010

Comunicamos com pesar, o falecimento do "Polvo Paul".

  O polvo Paul, que se tornou famoso por “prever” os resultados de diversos jogos da Copa do Mundo, morreu na noite desta segunda-feira. Os responsáveis pelo aquário de Oberhausen (Alemanha), onde o molusco morava, confirmaram a informação nesta manhã. O animal tinha em torno de dois anos e nove meses de idade, um pouco menos do que o tempo médio de vida de um polvo – estimado em três anos.    Como ele nunca se reproduziu, o “vidente da Copa” não deixa herdeiros. Paul ganhou fama ao acertar o vencedor das partidas disputadas pela Alemanha no Mundial. Além disso, o polvo também acertou que a Espanha se tornaria campeã da Copa. No total, foram oito palpites – todos corretos. Fonte:- Uol Notícias
  * Para visualizar a imagem em tamanho original, basta clicar sobre a mesma

25 de out de 2010

Corinthians venceu clássico e vê renascer esperança de título

Ontem, no Estádio do Pacaembu, o Corinthians venceu o clássico diante do Palmeiras pela contagem mínima. O único gol da partida foi marcado por Bruno César, que premiou o técnico Tite em sua estréia no comando do alvi-negro. Com a vitória, o timão segue com 53 pontos. O Fluminense é o novo líder, com o mesmo número de pontos do Cruzeiro; porém, o Tricolor das Laranjeiras tem maior número de gols marcados durante o campeonato. Demais resultados das equipes do G-4 paulista:-  Ceará 2x0 São Paulo;   Santos 2x3 Grêmio Prudente.  * Para visualizar a imagem em tamanho original, basta um clique sobre a mesma.

24 de out de 2010

Meio Ambiente:- Rio Solimões apresentou menor nível desde 1982

Com o período de estiagem nas bacias amazônicas, o nível de água no Rio Solimões atingiu baixa recorde - é o menor desde 1982, quando começaram as medições. Dados do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) para a estação de Tabatinga (AM), na entrada do rio no país, indicam que o Solimões registrou a marca de 86 centímetros negativos na segunda-feira, na régua instalada no local.

Em setembro, a taxa também havia batido recorde histórico, com nível negativo de 32 cm. Antes disso, o nível mais baixo havia sido observado em 2005, quando a Amazônia enfrentou uma das piores secas de sua história. De acordo com Daniel Oliveira, gerente de hidrologia do CPRM, o nível do Rio Solimões próximo a Tabatinga voltou a subir nesta terça-feira e as réguas na estação estão em 70 cm negativos nesta quinta-feira.
Os rios na margem direita do Solimões, como o Purus e o Javari, também são influenciados pela seca - diz ele.  Segundo Oliveira, o Purus é o que apresenta nível mais baixo entre eles - o rio registrou a marca de 4,16 m nesta quinta-feira na estação de Boca do Acre (AM), 67 cm acima da mínima histórica, observada em 1998. O reflexo da seca atinge cidades abastecidas pelo Solimões ou afluentes, como Uarini (AM).
- O rio secou inteiro diante do município. Do alto, você consegue ver que ele foi bem atingido - diz o fotógrafo Rodrigo Baleia, que percorre a região amazônica em busca de imagens há cerca de 10 anos.
No fim de setembro, ele sobrevoou áreas banhadas pelo Solimões, Juruá, Purus e Negro para fotografar os efeitos da seca na Amazônia.
- Quero focar mais na vida que existe na floresta depois de passar anos registrando áreas de destruição no Pará e em Mato Grosso - diz ele, que clicou um barco encalhado em um grande banco de areia formado pela seca perto da cidade de Tefé (AM).  Fonte:- O Globo     * Para visualizar a imagem em tamanho original, clique no botão com o lado direito do mouse, e escolha a opção "Abrir em nova janela"

23 de out de 2010

Pelé, o sententão

Heresia

  Dizem que futebol, política e religião não se discutem. Acho que essa frase é um discurso dos que não gostam do debate, ou simplesmente não tem argumentos para fazê-lo. Pois bem, se os três temas já são polêmicos discutidos individualmente, imagine o quão polêmico é o debate religioso inserido no contexto político como fizeram nossos célebres candidatos? Os argentinos, por sua vez, conseguiram fazer um sincretismo ainda mais problemático:- futebol e religião. Criaram, em terras portenhas, a "Igreja Maradoniana". E de fato, para quem é louco por futebol, o esporte é mesmo uma espécie de religião:- envolve devoção, fé, idolatria e paixão.
  Pois bem. Eu não me lembro do meu "batizado" futebolístico, só sei que muito das minhas convicções de torcedor-devoto, devem-se a histórias contadas pelo meu pai, referindo-se exatamente ao Santos da década de 60 e à esse tal Pelé. Falava pra mim dos seus feitos, títulos, curiosidades e lendas. As histórias eram muitas:- que já parou uma guerra na África; que um juiz que o expulsou de campo teve que voltar atrás da decisão a pedido de torcedores; que ele sabia jogar também no gol; que perdia propositalmente os jogos no início, pelo simples prazer da virada. Enfim, muitas crianças cresceram ouvindo "Os três porquinhos", "Branca de Neve", ou "João e Maria". Eu cresci ouvindo os feitos de Pelé, no Santos. Como consequência, me tornei um Santista fervoroso, destes que encaram a rodada do fim de semana como missa dominical.
  Pelé, é portanto uma figura mística do futebol. Sua saga inclui títulos e mais títulos, recordes inimagináveis de superação, além do fato de ser um jogador completo:- chutava com as duas pernas, cabeceava, driblava. Na minha opinião, o título "rei" do futebol é uma forma de subestimação. O título adequado é mais atrelado à divindade do que à monarquia:- Pelé, é sem dúvidas, o "Deus" do futebol.
   Um dia, um amigo torcedor de outro clube, questionou-me a supremacia técnica de Pelé. Dissera ele que tudo não passava de repetição da mídia, e que se jogasse hoje, o atleta não faria tanto sucesso. Seu discurso foi muito parecido com o dos argentinos, carregado de inveja, creio eu. Justo a inveja, um dos sete pecados capitais. Expliquei à ele que Pelé não é patrimônio apenas santista, mas também brasileiro. Não adiantou. Continuou com seu discurso invejoso e herege. Como torcedor-devoto que sou, orei por ele, usando uma frase religiosa conhecida:-  "Perdoai, Senhor...ele não sabe o que fala!"


                                                      * O Eldoradense

22 de out de 2010

Reforma Previdenciária Francesa será votada hoje pelo Senado, protestos continuam...

A polêmica reforma da Previdência que, entre outras coisas, eleva a idade mínima da aposentadoria de 60 para 62 anos na França, está prevista para ser votada no Senado nas próximas horas. Mas os sindicatos não estão dispostos a interromper as manifestações que tomaram o país nos últimos dias, levando uma multidão às ruas. Ontem, as centrais anunciaram mais dois dias de protesto: 28 de outubro e 6 de novembro, que devem continuar contando com a participação dos estudantes. - Vamos seguir até a vitória – disse Charles Foulard, da central CGT, ao jornal espanhol “El País”.
A polícia francesa já começou a desbloquear as refinarias, acatando as ordens do presidente Sarkozy. Na madrugada, durante a atuação da polícia na refinaria de petróleo Grandpuits, três pessoas ficaram feridas, segundo a imprensa estrangeira. * Para visualizar a imagem em tamanho original, clique no botão com o lado direito do mouse, e escolha a opção "Abrir em nova janela"

21 de out de 2010

Vale tudo Eleitoral:- Em Curitiba, foi a vez de Dilma virar alvo de balão d'água

CURITIBA - Assim como José Serra (PSDB) ontem, a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, também foi alvo hoje de uma tentativa de agressão. Ao percorrer uma rua no centro de Curitiba, no Paraná, a petista escapou de ser atingida por três balões cheios de água que foram atirados de um edifício na sua direção.  O incidente ocorreu depois que Dilma desistiu de caminhar pela rua XV de Novembro e subiu num jipe junto com os senadores eleitos Roberto Requião (PMDB) e Gleisi Hoffmann (PT), além do candidato derrotado ao governo do Paraná Osmar Dias (PDT). Os balões laranjas cheios de água acertaram pessoas que acompanhavam Dilma.  A candidata ainda percorreu mais meio quarteirão antes de entrar numa van para seguir sua agenda de campanha em Pinhais (PR). Segundo a prefeitura de Curitiba, o jipe que levava Dilma e o carro de som que a acompanhava foram multados por infringir as leis de trânsito da cidade, uma vez que está proibida a circulação de veículos na rua XV de Novembro.
Ontem, ao fazer campanha pelo Rio de Janeiro, Serra foi atingido por por uma bobina de adesivos de papel.
Fonte:- O Globo        * Para visualizar a imagem em tamanho original, clique no botão com o lado direito do mouse, e escolha a opção "Abrir em nova janela"

No Rio, Serra foi atingido por objeto não identificado

RIO - Sobrou para o candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, uma pancada na briga entre manifestantes do PSDB e PT no Calçadão de Campo Grande, na zona Oeste do Rio de Janeiro. O tucano foi atingido por um objeto na cabeça e teve de parar a caminhada por alguns momentos.
Serra criticou a posição dos militantes petistas, que compareceram ao local marcado para a caminhada do canditato tucano. "O PT tem tropa de choque. Não sei o que foi previsto, mas eles fazem isso no piloto automático", afirmou. "Isso é típico dos movimentos fascistas. Lembra da tropa de choque dos nazistas?", emendou.
Os conflitos entre militantes dos dois partidos precipitou o fim da caminhada, que durou apenas cerca de 30 minutos. Durante todo o trajeto, simpatizantes do PSDB e PT trocaram tapas, empurrões e arremessos de objetos, como bandeiras. Sobrou até para alguns jornalistas, que foram atingidos no meio da confusão.
Integrantes da campanha de Serra disseram que não é a primeira vez que simpatizantes do PT aparecem no meio de manifestações tucanas. Fonte:- Yahoo Notícias     * Para visualizar a imagem em tamanho original, clique no botão com o lado direito do mouse, e escolha a opção "Abrir em nova janela"

20 de out de 2010

Pesquisa Vox Populi é motivo de reclamações dos tucanos

O presidenciável tucano José Serra afirmou ontem no Rio que o instituto Vox Populi, cuja última pesquisa apontou um crescimento da vantagem da candidata Dilma Rousseff (PT) sobre o tucano, não tem credibilidade.
"Pesquisa do Vox Populi nós não levamos em consideração porque se trata de um instituto de comprovada falta de credibilidade que maquiou os resultados do primeiro turno inteiro para realidade das urnas mostrar como eles estavam fantasiando", afirmou Serra, que esteve no escritório do deputado Fernando Gabeira (PV). Em São Paulo, Sérgio Guerra, presidente do PSDB e coordenador da campanha de Serra, classificou de "sem vergonha" a pesquisa, feita entre os dias 15 e 17 deste mês e que mostra Dilma com 57% dos votos válidos, contra 43% do tucano, e atacou o instituto e seu presidente, Marcos Coimbra.
O PSDB convocou uma entrevista coletiva, na capital paulista, apenas para falar sobre a pesquisa. No entanto, não anunciou qualquer medida judicial em relação a esse levantamento ou para evitar a divulgação de outros levantamentos do instituto. A última pesquisa Datafolha, feita nos dias 14 e 15, também aponta vantagem de Dilma, mas com margem mais apertada: 54% x 46%. O Ibope, do dia 11 ao dia 13, apontou 53% x 47%. "[O instituto] trabalha para o PT", disse Guerra. "O Vox Populi enganou os brasileiros, procurou interferir na vontade deles."
O senador argumentou que números negativos em pesquisas interferem no "ânimo" de aliados, que, com Serra no segundo turno, se engajaram mais diretamente na campanha.
Ao atacar a pesquisa, Guerra citou erros de previsão de outros levantamentos do instituto, sobretudo em relação ao resultado do primeiro turno -que indicava vitória da petista, com 53% dos votos válidos.
Por meio da assessoria, o Vox Populi afirmou que não comentaria as declarações. Coimbra não se manifestou. Fonte:- Coluna do Luis Nassifi   * Para visualizar a imagem em tamanho original, clique no botão com o lado direito do mouse, e escolha a opção "Abrir em nova janela"

19 de out de 2010

Serra brinda lealdade de Alckmin

  Em jantar reservado na casa do secretário paulista de Cultura, Andrea Matarazzo, o candidato do PSDB ao Planalto, José Serra, sugeriu um brinde ao governador eleito do Estado, Geraldo Alckmin (PSDB), em homenagem à sua colaboração na campanha presidencial. O encontro da cúpula tucana aconteceu na madrugada desta segunda-feira (18), após o debate Folha/Rede TV! Serra brindou primeiro à dona da casa, que, segundo relatos de presentes, foi elogiada pelo candidato por promover "bons jantares noturnos". Depois, brindou ao colega de partido. "Um brinde a Geraldo, pela sua lealdade e solidariedade, que foram uma segurança de que eu chegaria até aqui", disse Serra, segundo um dos presentes à mesa. Há dois anos, os dois praticamente romperam quando Serra defendeu a reeleição do prefeito Gilberto Kassab (DEM) em vez de apoiar Alckmin, que disputava o cargo pelo PSDB. A presidenciável Dilma Rousseff (PT) provocou Serra ao citar as turbulências da relação entre os dois tucanos. Como governador de São Paulo, Serra trouxe Alckmin para a Secretaria de Desenvolvimento. Em 2010, o ex-secretário se engajou na campanha presidencial desde o primeiro turno, sendo reconhecido pelo candidato publicamente e em conversas reservadas. No debate deste domingo (17), Serra citou uma frase que, no jantar na casa de Matarazzo, disse ter aprendido com o pai de Alckmin: "criticar os meus adversários não faz de mim uma pessoa melhor". Hoje, tucanos classificam a relação entre os dois como "amigável" e usamo empenho de Alckmin como exemplo para criticar o suposto corpo mole do ex-governador mineiro e senador eleito Aécio Neves (PSDB). Fonte:- Portal Terra. * Para visualizar imagem em tamanho original, clique no botão com o lado direito do mouse, e escolha a opção "Abrir em nova janela"

18 de out de 2010

No "Sansão" de ontem, tricolor levou a melhor.

Ontem o clássico envolvendo as equipes de São Paulo e Santos foi eletrizante. Ingredientes como gol no início de jogo, virada, busca pelo empate, pênalti, expulsão e gol nos acréscimos fizeram parte do duelo entre tricolores e Santistas. No final, vitória do São Paulo pelo placar de 4x3. Marcaram para o São Paulo:-  Dagoberto (2), Pará (contra) e Jean; para o Santos marcaram:- Alan Patrick, Zé Eduardo e Neymar.  Com o resultado, o Santos segue na 4ª colocação, com 48 pontos ganhos, o São Paulo, está em 9º, com 44 pontos ganhos. Demais resultados das principais equipes paulistas:- Guarani 0x0 Corinthians;  Palmeiras 1x1 Ceará. O líder é o Cruzeiro, com 54 pontos. * Para visualizar a imagem em tamanho original, clique com o botão no lado direito do mouse, e escolha a opção "Abrir em nova janela".

17 de out de 2010

PV e Marina optaram por independência no segundo turno

   Em votação nesta tarde, em São Paulo, o Partido Verde (PV) decidiu pela neutralidade no segundo turno das eleições presidenciais. O apoio da legenda era pretendido por Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB), porém, a maioria dos 160 membros com direito a voto do partido optou pela independência no pleito. Pouco antes da votação, a senadora Marina Silva, candidata do PV à presidência no primeiro turno, leu uma carta aberta que será encaminhada aos candidatos José Serra e Dilma Rousseff. No primeiro turno, Marina Silva ficou em terceiro lugar, com 19,6 milhões de votos, quase 20% dos votos válidos
Em seu discurso, Marina criticou o velho pragmatismo que dominou a disputa política entre PT e PSDB. Na carta, chamou os dois partidos de fiadores "do conservadorismo".
– Como repeti inúmeras vezes no primeiro turno, o voto não era meu, nem de Dilma, nem de Serra, o voto será sempre do eleitor e sua inalienável decisão. A escolha se estende agora à atitude de vocês – disse a senadora. Para Marina, o segundo turno seria um pragmatismo sem limites. Ela disse ainda que já conviveu com os dois candidatos e que são pessoas dignas. Com Dilma, Marina relembrou que teve cinco anos de convivência, quando ambas eram ministras do governo Lula, e disse que a convivência foi boa apesar das divergências. Já com Serra, ela relembrou ocasiões em que convergiram na opinião sobre determinados projetos quando ele também era senador.
Marina admitiu que dos cerca de 20 milhões de votos que teve no primeiro turno, havia uma parte considerável de votos de evangélicos e alfinetou o teor religioso que a campanha do segundo turno recebeu.

– Professei minha fé sem fazer dela uma arma eleitoral.
Agora, a candidata do PV disse que o partido que ser um "veículo mediador de propostas" e que vai cobrar de quem for eleito a execução das promessas de campanha. Fonte:- Zero Hora  * Para visualizar a imagem em tamanho original, clique no botão com o lado direito do mouse, e escolha a opção "Abrir em nova janela!

Santas Eleições 2010

A Sacrossanta República Federativa do Brasil

    Inacreditável como os temas que deveriam ser prioritários para os debates dos candidatos estão sendo deixados de lado nas eleições brasileiras. Pouco se vê Serra e Dilma falando em emprego, saúde, educação, habitação, política externa e outros temas relevantes. Nota-se que o que “está na moda” é mostrarem-se para a população como religiosos fervorosos ou carolas, quase que atingindo a imagem da beatice. Não que eu ache a fé e religião pouco importantes, mas a verdade, é que esse assunto tão subjetivo, está sendo tratado com um único objetivo:- angariar votos para si próprio e retirá-los do adversário. Um verdadeiro jogo de xadrez, onde “rei” e “rainha” parecem ofuscados por outra peça, os “bispos”! São viagens até o santuário de Aparecida, encontros com lideranças evangélicas, um verdadeiro reza pra cá, ora pra lá.
    Vejam bem, sou católico não praticante, casado, heterossexual convicto, nunca fumei nem cigarro. Portanto, enquadro-me perfeitamente no estereótipo do bom moço defensor da moral e dos bons costumes. Mas na verdade, acho que o que está havendo no atual momento, é uma imensa onda de falso moralismo e conservadorismo extremo nas relações de temas como descriminalização do aborto, por exemplo. Minha opinião pessoal, é que se haja uma campanha educativa maciça para que as pessoas façam uso de métodos contraceptivos e evitem a gravidez precoce ou mesmo a indesejada. Particularmente, não sou a favor do aborto. Mas mediante tantas clínicas clandestinas, um número expressivo de mulheres que têm suas vidas ceifadas em verdadeiros “açougues” sem condição alguma em realizar tal prática, será que o assunto não merece ser ao menos discutido? Será que é correto os candidatos abaixarem a cabeça, assinando documentos se comprometendo com as doutrinas religiosas em um estado laico? Será que a questão  envolve doutrina ou saúde pública? Se as autoridades políticas forem levar só dogmas religiosos ao pé da letra, as políticas de planejamento familiar e de combate à AIDS, estariam comprometidas. Haja vista que a igreja católica, por exemplo, é contrária ao uso de preservativos nas relações sexuais. Pregam a castidade. Lindo na teoria, impossível na prática. O mundo mudou. Se a igreja não revê seus conceitos, e isso pode até ser tolerável, o Estado laico deve priorizar o bem estar dos seus cidadãos e deve elaborar leis e políticas públicas de acordo com o direito civil, não necessariamente de acordo com esta ou aquela ideologia religiosa. Pelo menos com relação à união estável dos homossexuais, os presidenciáveis não se acovardaram e tiveram um pouco de bom senso com relação ao assunto, mostrando-se favoráveis ao tema. Se as igrejas quiserem ou não realizar o matrimônio, aí é outro assunto. Mas direitos civis, são direitos civis.
    O aborto está tão difundido no discurso dos candidatos, que sobressaiu-se ao Paulo Preto e à Erenice. É com esse tipo de assunto que deveríamos estarmos mais atentos. Deveríamos pensar em quais temas achamos relevantes para nós, cidadãos. Ou a gente mostra que quer conhecer de fato os planos de governo de cada um, ou ficamos nesse blá blá blá falso moralista. Estamos “abortando” uma ótima chance de ver um debate político de alto nível e que esteja em consonância efetiva aos anseios reais de nosso povo. Lamentável. Serra, Dilma, Erenice e Paulo Preto, agradecem.

* O Eldoradense

16 de out de 2010

FHC desafia Lula para debate, após término do mandato do atual presidente...

Em sua mais contundente incursão na campanha tucana até agora, que incluiu a defesa de seu legado à frente do Palácio do Planalto, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso desafiou ontem o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para um debate "cara a cara" após o fim das eleições.
Diante de centenas de militantes do PSDB, em um hotel na zona norte da capital paulista, FHC pediu a Lula que, quando "perder o monopólio da verdade", vá ao instituto que leva seu nome, em São Paulo, para debater. "Presidente Lula, quando acabar as eleições, quando você puser o pijama, será bem recebido. Venha ao meu instituto, vamos conversar, cara a cara", bradou, em discurso inflamado.
O ex-presidente, dizendo-se alvo de mentiras, passou a defender suas gestões na Presidência (1994-2002). As cenas, gravadas por uma equipe da campanha do presidenciável tucano José Serra - que não esteve no evento -, devem ir ao horário eleitoral.
"Estou calado há muitos anos ouvindo. Agora quando o presidente Lula vier, como deve vir, como todo presidente democrata eleito, perder a pompa toda, perder o monopólio da verdade, está desafiado a conversar comigo em qualquer lugar do Brasil", disse FHC.
"Não é para conversar para dizer o que eu fiz, o que ele fez. Isso o povo vai julgar. É para ter firmeza, olhando cara a cara, um ao outro, e ver se um é capaz de dizer ao outro as coisas que diz", continuou o ex-presidente.
Como exemplo dos pontos que abordaria no debate com Lula, FHC citou o Plano Real, principal bandeira tucana, e disse que questionaria o petista sobre as responsabilidades pela estabilização econômica do País.
"Quero ver o presidente Lula, que votou contra o Real, que fez o PT votar contra o Real, dizer que estabilizou o Brasil. Ele não precisa disso. Ele fez coisas boas que eu reconheço. Ele agiu bem na crise atual, financeira. Para que, meu Deus, ser tão mesquinho? É isso que quero perguntar a ele: "Lula, por que isso, rapaz?"", bradou.
Aos militantes tucanos, o ex-presidente apostou na veemência para que seu nome, antes escondido nas campanhas, passe a ser defendido abertamente.
"Eu não tenho do que me arrepender. Eu mudei o Brasil. Eu nunca disse isso. Agora, oito anos depois do governo Lula, (digo que) eu mudei o Brasil. Não mudei sozinho, mas com o povo brasileiro, com uma equipe de gente competente, com outros partidos. Tudo o que foi inovador foi plantado naquele período. Chega de ficar calado", afirmou FHC.
Privatizações. O ex-presidente elevou o tom e pediu "respeito" ao rebater nota divulgada anteontem pelo presidente da Petrobrás, José Sérgio Gabrielli, que o acusou de preparar a estatal para a privatização. Fonte:- Estadão.com.BR
 Opinião:- FHC e Lula vivem intenso clima eleitoral, ambos querendo eleger seus pupilos. É inegável a contribuição do ex-presidente com relação à estabilidade da moeda e alguns outros avanços do país. Também é inegável que no seu governo houve corrupção, assim como no governo petista. Mas, pessoalmente, creio que Lula foi muito mais eficaz em seu mandato quando o assunto foi geração de empregos e avanços sociais. O governo atual conseguiu, ao meu entender, promover as camadas mais pobres socialmente, mesmo que de forma assistencialista, através do programa Bolsa-Família. Se Lula, como dizem muitos, herdou algo de FHC, ele fez muito bom proveito dessa herança, o que lhe rendeu índices altíssimos de popularidade, bem superiores ao do tucano, que não conseguiu fazer seu sucessor em 2002. Pode ser que Serra vença as eleições. Todavia, os índices de safistação relacionados ao mandato do ex- torneiro mecânico foram muito superiores ao do sociólogo.  Na transição dos governos 2002/03, o país vivia sob a desconfiança do mercado internacional, o desemprego era o principal problema, e os salários tinham menor poder de compra. Hoje, temos inúmeros desafios, é bem verdade. Porém, o país sentiu pouco a grande crise econômica internacional, crise essa que os americanos ainda sentem. Finalizando, acho que Lula deveria aceitar o tal "debate", ou conversa informal, que seje. Seria ótimo para a nossa democracia. * Para visualizar a imagem em tamanho original, clique no botão com o lado direito do mouse, e escolha a opção "Abrir em nova janela"

15 de out de 2010

Na primeira semana de exibição, "Tropa de Elite 2" supera " Homem Aranha"!

O filme "Tropa de elite 2", que estreou na última sexta-feira (8), acumulou público de 2,4 milhões de espectadores até o final do feriado, nesta quarta. As informações são da assessoria de imprensa do filme.
De acordo com dados atualizados do boletim Filme B, "Tropa 2" registrou público de 1,3 milhão de espectadores de sexta a domingo, com bilheteria de R$ 14 milhões.
O resultado coloca o filme de José Padilha na quarta colocação entre as maiores aberturas de cinema no Brasil nos últimos dez anos, à frente, entre outros, do primeiro "Homem-Aranha" e "Eclipse
Nas primeiras posições estão "Homem-Aranha 3", com 1,71 milhão de espectadores, "Lua nova", com 1,41 milhão, e "Homem-Aranha 2", com 1,36 milhão.Informações divulgadas na última segunda-feira davam conta de que "Tropa 2" teria feito público de 1,25 milhão de espectadores. O salto para 1,3 milhão se deve à contabilização de salas que ainda não haviam divulgado seus resultados. Com esses número, "Tropa de elite 2" já pode ser considerado também como a maior estreia nacional de 2010, superando as sagas espíritas "Chico Xavier" e "Nosso lar", que foram vistas no primeiro final de semana por 590 mil e 560 mil, respectivamente. Fonte G1.com  * Para visualizar a imagem em tamanho original, clique no botão com o lado direito do mouse, e escolha a opção "Abrir em nova janela"

14 de out de 2010

Vasco vence Corinthians, que vê título cada vez mais longe..

O Corinthians parece viver mesmo um inferno astral na reta final do Campeonato Brasileiro. Ontem, foi a vez da equipe paulista sucumbir diante do Vasco da Gama, no Estádio de São Januário, (RJ). Jogando um futebol prático contra um Corinthians sem inspiração, o clube carioca precisou de apenas 21 minutos do primeiro tempo para liquidar a fatura:- 2x0 no placar, com gols assinalados por Zé Roberto (irregular) e Éder Luís. Com o resultado, o Vasco ainda sonha com a vaga na Libertadores, pois está na décima posição, com 41 pontos ganhos. O Corinthians, por sua vez, está na terceira colocação, com 49 pontos ganhos. A esperança dos torcedores alvi-negros paulistas, é a volta de Ronaldo, prevista para domingo, no jogo contra o Guarani, em Campinas. O Corinthians encontra-se sem técnico, com vários desfalques e  há seis jogos sem vencer. Obs:- Santos e Internacional jogaram ontem, na Vila Belmiro. O peixe venceu por 1x0, e sonha com o título da tríplice coroa, pois encontra-se na quarta colocação, com 48 pontos ganhos. * Para visualizar a imagem em tamanho original, clique no botão com o lado direito do mouse, e escolha a opção "Abrir em nova janela"

No Chile, mineiros foram resgatados. No Brasil, um mineiro poderá fazer resgate!

A cúpula do PSDB, com o apoio de vários partidos aliados e sob a liderança do senador eleito Aécio Neves (MG), prepara  hoje um evento em Belo Horizonte que pretende reunir cerca de 3 mil pessoas. Nesse evento, cercado por correligionários, o candidato à Presidência da República José Serra, da coligação O Brasil Pode Mais (PSDB, DEM, PPS, PTB e PT do B) deve lançar as bases de seu programa de governo. São esperados ainda para a concentração os 180 prefeitos do PSDB, além de mais 100 de partidos aliados, os deputados federais que estão na coligação e nomes de destaque que integram o comando da campanha de Serra. O evento foi batizado de “Minas é Serra pelo Brasil – Arrancada para a Vitória”. O senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG) disse que o clima no segundo turno mudou em comparação ao primeiro. “Estamos todos muito otimistas. Mudou totalmente o clima. A perspectiva é outra neste segundo turno, não nem comparação”, disse o senador. O assunto é tema de uma reunião na tarde de hoje (13) em Belo Horizonte. Coordenada pelo presidente estadual do PSDB em Minas, o deputado Narcio Rodrigues, e o secretário-geral do partido, deputado Rodrigo de Castro (MG), a reunião tem também a participação de Azeredo. Está prevista ainda a presença dos coordenadores da campanha de Serra – o senador Sérgio Guerra (PSDB-PE), o senador eleito Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) e o ex-senador Jorge Bornhausen (DEM-SC). A escolha de Belo Horizonte para o evento foi estratégica. Em Minas Gerais, Aécio elegeu-se senador com mais de 7,5 milhões de votos. Aécio também é apontado como o responsável pela vitória, no primeiro turno turno, de Antonio Anastasia para o governo do estado. Anastasia reverteu uma tendência apontada pelas pesquisas de intenções de voto que se mostravam favoráveis a Hélio Costa (PMDB).
Minas Gerais é o segundo colégio eleitoral do país, com 14,5 milhões de eleitores, ficando atrás apenas de São Paulo, que tem mais de 30,3 milhões. Tradicionalmente, o candidato que se elege em Minas Gerais é também o que vence as eleições gerais no Brasil.  Fonte:- Uol notícias   * Para visualizar a imagem em tamanho original, clique no botão com o lado direito do mouse, e escolha a opção "Abrir em nova janela"

13 de out de 2010

A Erenice, todos devem conhecer. Então, apresento-lhes "Paulo Preto"!

video

Serra se complica após denúncia

Após negar, tucano admite conhecer acusado de sumir com R$ 4 milhões de sua campanha

Brasília - Na enxurrada de denúncias entre os candidatos à Presidência, uma pergunta da petista Dilma Rousseff, feita ao tucano José Serra no debate da Band, no último domingo, só foi respondida ontem. Mesmo assim, após o acusado cobrar resposta de Serra, que chegou a negar que o conhecia, mas depois admitiu o contrário. Dilma se referiu ao engenheiro Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto ou Homem-Bomba, que, segundo reportagem da revista ‘Isto É’ publicada em agosto, arrecadou pelo menos R$ 4 milhões para a campanha eleitoral, sem que os recursos tenham chegado ao caixa do comitê de Serra.

Ontem, no jornal ‘Folha de S.Paulo’, Paulo Preto, ex-diretor da Dersa — estatal paulista responsável pelas principais obras viárias do estado, como o Rodoanel, investimento de mais de R$ 5 bilhões — cobrou de Serra resposta às acusações. “Não somos amigos, mas ele (Serra) me conhece muito bem. Ele tem que responder”. A Folha, o engenheiro negou ter arrecadado recursos para o PSDB, mas diz que “criou as melhores condições para que houvesse aporte de recursos”. “Não se larga um líder ferido na estrada, a troco de nada. Não cometam esse erro”, disse ele, em recado direto a líderes tucanos. No dia seguinte ao debate, em entrevista ao portal Terra, Serra afirmou que “não sabia quem era Paulo Preto”. “Nunca ouvi falar. Ele é um factoide”, disse. Após carreata em Goiânia (GO), Serra parece ter mudado de opinião.

O tucano passou a se referir a Paulo Preto como inocente. “Vamos deixar claro. A Dilma chegou no debate e disse que tinha havido um desvio de R$ 4 milhões na minha campanha. Ou seja, que alguém contribuiu e não chegou à minha campanha. Isso não é verdade. Ele (Paulo Preto) é totalmente inocente. Ele não fez nada disso”, disse Serra.
Na entrevista da ‘Isto É’, Paulo Preto é criticado por Eduardo Jorge, vice nacional do PSDB. “Ele arrecadou por conta própria, sem autorização do partido”, disse. A revista também cita a investigação Castelo de Areia, da Polícia Federal, em que Paulo Preto aparece como uma das pessoas que teriam recebido propina de uma empreiteira. Fonte:- O Dia Online

12 de out de 2010

Não votarei no tucano, mas acho que a canoa está virando...

Acho que o Serra vence...”

Dizem que o voto do cidadão deve envolver interesses próprios aliados a interesses coletivos. Pois bem, baseando-se na condição de cidadão do Pontal do Paranapanema e de funcionário público, meu voto, nesse segundo turno, será anti-tucano. Mas veja bem, cada um com seu interesse e com sua opinião, esse é o princípio da democracia. No primeiro turno, votei em Marina Silva. Foi um voto em nome da ética e também por alguma mudança. Porém, no segundo turno, deve-se admitir um cenário favorável a candidatura de José Serra. A apuração dos votos no dia 3 de outubro, foi um baque nas previsões dos petistas, e estava visível isso. Os números oficiais do TSE revelaram expressiva vitória de Dilma, apesar de não assegurar-lhe vitória no primeiro turno. José Serra, por sua vez, deve agradecer sua ida ao segundo turno à Marina Silva, Erenice Guerra, e também ao tema que parece tomar conta do pleito, o aborto.
E as previsões para o dia 31/10, ao meu modesto modo de interpretação do cenário eleitoral, não são nada favoráveis aos petistas, nem aos que assim como eu, torcem ferrenhamente para que Serra perca as eleições. A primeira pesquisa Datafolha revelou uma distância de oito pontos percentuais, entre Dilma e Serra. Considerando as margens de erro em dois pontos percentuais para cima e para baixo, a distância pode ser encurtada para quatro pontos; e considerando ainda que no segundo turno, um candidato tira ponto do outro; (em relação aos votos válidos), pode ser que o tucano tirando apenas dois pontos da adversária, venha a empatar nas intenções de voto no pleito. Sinceramente, acreditava que os votos em Marina, (assim como o meu), fossem migrar para Dilma, por proximidade ideológica entre as duas candidatas. Mas o Datafolha disse que 51% dos votos verdes inclinaram-se para Serra, enquanto apenas 22% inclinaram para a petista. Como se trata da primeira semana após as apurações, nota-se uma tendência de recuperação vigorosa de Serra e uma insignificante subida de Dilma. Serra supera a petista em todas as regiões do país, com ligeira vantagem, enquanto Dilma supera o adversário com folga, na região Nordeste. Porém, se o tucano continuar subindo nas outras regiões, fatalmente alcançará Dilma a poucas semanas do pleito. Concluindo:- Serra tem grandes chances de vencer as eleições, por incrível que pareça. Enquanto funcionário público, e cidadão da região mais pobre do Estado de São Paulo, lamento. Não por ser um eleitor fervoroso de Dilma, mas por ser um eleitor avesso ao tucanato. Mas, como dizem, democracia nada mais é do que a “ditadura da maioria”. Que seja feita vossa vontade!
* O Eldoradense

11 de out de 2010

Cruzeiro vence Flu e é novo líder. Corinthians vacila em casa contra Atlético Goianiense

A rodada de ontem consagrou o Cruzeiro como novo líder do brasileirão. A raposa venceu o Fluminense por 1x0 e atingiu os 54 pontos na corrida pelo título. O gol mineiro foi assinalado por Wellington Paulista, no estádio Parque do Sabiá, em Uberlândia. Enquanto isso, em São Paulo, mais precisamente no Estádio do Pacabembu, o Corinthians perdia mais uma:- 3x4 para o Atlético Goianiense. Marcaram para o timão:- Leandro Castán, Wilian Morais e Thiago Heleno; para o dragão:- Juninho, Gílson e Marcão (2). O alvi-negro paulista, agora encontra-se em terceiro lugar, com 49 pontos e um jogo a menos. * Para visualizar a imagem em tamanho original, clique no botão com o lado direito do mouse, e escolha a opção "Abrir em nova janela"

Brasil, tricampeão mundial de vôlei!

A seleção do Brasil conquistou seu terceiro título consecutivo no Mundial de Vôlei neste domingo ao vencer Cuba por 3-0 (25-22, 25-14 e 25-22). Esta é a segunda vez na história que uma equipe de vôlei consegue o tricampeonato, depois que a Itália nos anos 90 conseguiu essa façanha, mas, desta vez, a seleção anfitriã acabou em quarto lugar em seu Mundial. Donos de uma técnica brilhante, os brasileiros sempre impressionam pela potência de seu serviço e, neste domingo, não foi diferente, principalmente ante uma Cuba que ficou muito longe do nível competitivo da seleção do Brasil. O destaque entre os brasileiros foi, mais uma vez, Leandro Vissotto. Fonte:- Uol notícias.      * Para visualizar a imagem em tamanho original, clique no botão com o lado direito do mouse, e escolha a opção "Abrir em nova janela".

9 de out de 2010

Terra tremeu em Goiás e no DF!

O Observatório de Sismologia da Universidade de Brasília registrou um  tremor de terra nesta sexta-feira (8) na divisa entre Goiás e Tocantins, com reflexo no Distrito Federal. Segundo o diretor do observatório, George Sand, o tremor teria ocorrido na região da cidade de Mara Rosa, em Goiás.
Dados preliminares da UnB mostram que o tremor teve magnitude de 4,6 na escala Richter, o maior já registrado na região central do país. Houve dois tremores sequenciais registrados, por volta das 17h. Ainda segundo o diretor do observatório, há chances de acontecer novos tremores nesta sexta e durante o feriado.
Por volta das 17h15, moradores de Brasília relataram casos de tremores em prédios. Os tremores foram sentidos nas regiões da Asa Norte, do setor Sudoeste, Lago Norte e Setor Comercial Sul. O assunto foi registrado no microblog Twitter por moradores da cidade. O Corpo de Bombeiros de Brasília registrou nais de 200 ligações devido ao tremor. Segundo o tenente Xavier Fernandes, ainda havia pessoas ligando uma hora depois dom tremor. Até as 18h20, os Bombeiros não registraram caso de abalos em estruturas. A recomendação é que, caso haja outro tremor, as pessoas deixem suas casas e prédios e evitem usar elevadores. Fonte:- G1.com   * Para visualizar a imagem em tamanho original, clique no botão com o lado direito do mouse, e escolha a opção "Abrir em nova janela"

Pombo-Correio maluco iria entregar carta no Reino Unido e foi parar no Panamá!

O pássaro de 10 meses tinha ido realizar uma corrida de seis horas, de Guernsey para Dudley, há mais de cinco semanas. Mas não voltou e o seu dono Darren Cubberly, de 45 anos, perdeu as esperanças de reencontrá-lo depois da viagem de pouco mais de 360 km. Porém, ele ficou surpreso ao receber uma ligação da Cidade do Panamá, capital panamenha, onde o pássaro foi encontrado. O britânico foi informado que o pássaro estava vivo e saudável apesar de viagem de mais de 8.300 km. Acredita-se que o pombo desembarcou de um navio que estava viajando pela área. O pássaro foi encontrado por Gustavo Ortiz após pousar no telhado. Ortiz ligou para Cubberly depois de notar que havia um número de telefone no pombo.
"Fiquei amedrontado. Nem sabia onde era o Panamá. Não tenho ideia de como Houdini chegou lá - só posso supor que ele pegou uma carona em algum navio no Atlântico", disse Cubberley. O pombo, agora aprendendo espanhol, vai morar com a família panamenha já que é muito caro enviá-lo de volta ao Reino Unido. Fonte:- UOL notícias.  * Para visualizar a imagem em tamanho original, clique no botão com o lado direiro do mouse, e escolha a opção "Abrir em nova janela"

8 de out de 2010

Chuvas aumentaram pontos de alagamento em São Paulo

A chuva provocava 12 pontos de alagamento no início da noite desta quinta-feira (7) na capital paulista, um deles intransitável, segundo dados do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), ligado à Prefeitura de São Paulo. Por volta das 18h40, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrava 170 km de filas na cidade, o que representa 19,6% dos 868 km de vias monitoradas. O ponto de alagamento intransitável estava na Avenida Alcântara Machado, sentido bairro, na altura da Avenida Álvaro Ramos. O maior ponto de lentidão no trânsito estava no sentido Rodovia Castello Branco da Marginal Pinheiros, entre as pontes Transamérica e Cidade Universitária, em um trecho de 11,1 km. Na Marginal Tietê, havia filas no sentido Rodovia Ayrton Senna, pela pista expressa, entre as pontes Júlio de Mesquita Neto e Tatuapé, em uma extensão de 10,1 km. A faixa da esquerda da Marginal Tietê estava bloqueada por um ponto de alagamento por volta das 18h, na altura da Ponte das Bandeiras, sentido Rodovia Castello Branco. Apesar disso, o motorista não enfrentava um grande ponto de lentidão no horário neste sentido. No sentido bairro da Radial Leste, havia 5,7 km de filas, entre o Viaduto Pires do Rio e a altura do Metrô Guilhermina-Esperança.  Fonte: G1.com  * Para visualizar a imagem em tamanho original, clique no botão com o lado direito do mouse, e escolha a opção "Abrir em nova janela".

7 de out de 2010

"Galo na cabeça" dos Corinthianos!

Na noite de ontem, (quarta-feira), o Corinthians teve uma grande chance de assumir a liderança do Campeonato Brasileiro, diante do Atlético Mineiro. Mas a equipe paulista, perdeu de virada, em Sete Lagoas, pelo placar de 2x1. O Santos havia vencido o Fluminense, em pleno Engenhão; e o timão jogou contra o galo sabendo que precisaria fazer a "lição de casa", ou melhor, a "lição fora de casa". Porém, não obteve êxito em sua missão.  O gol corintiano foi marcado por Paulinho, no primeiro tempo. Para o Galo, marcaram Werley e Zé Luís. O Fluminense segue líder do campeonato, com 52 pontos ganhos, o Corinthians, tem 49 pontos, e um jogo a menos. * Para visualizar a imagem em tamanho original, clique no botão com o lado direito do mouse, e escolha a opção "Abrir em nova janela"

6 de out de 2010

PSDB mineiro impões algumas condições para apoiar Serra de forma efetiva

Belo Horizonte - Embalado pela conquista de um lugar no segundo turno, o presidenciável tucano José Serra desembarcou ontem no segundo maior colégio eleitoral do Brasil para virar tributário do sucesso que o PSDB desfruta em Minas Gerais. Uma operação política recebida com uma contraproposta pelo tucanato mineiro: o compromisso de lançar o senador eleito Aécio Neves ao Planalto em 2014 e acabar com o fator previdenciário no cálculo das aposentadorias do INSS, instituído no governo FHC.
O que era, portanto, para ser apenas uma visita de pêsames ao recém-eleito senador, que acabara de perder o pai e ex-deputado Aécio Cunha, teve outra serventia e abriu espaço aos tucanos para falar do segundo turno da disputa presidencial e apresentar a conta política de Minas Gerais para virar o jogo favorável à adversária petista Dilma Rousseff.
Assim, além de preservar o projeto de poder de Minas, com Aécio Neves candidato à Presidência em 2014, o tucanato local quer que Serra mude a campanha e adote o figurino e o discurso de candidato da oposição. E mais: pedem ousadia na apresentação de propostas para mudar a vida do eleitor, a começar pelo fim do fator previdenciário.
Foi neste clima que o deputado estadual Domingos Sávio (PSDB-MG), no embalo das urnas que na véspera o promoveram a deputado federal, tomou o braço de Serra pela mão e desceu as escadas da Assembleia Legislativa de Minas, onde ocorria o velório de Aécio Cunha, e cochichou sua proposta: "O senhor tem de ir para a televisão e anunciar o fim do fator previdenciário. Se o senhor acabar com isto, antes que o PT o faça, a gente ganha a eleição".
Serra não disse nem que sim, nem que não. Ouviu com a atenção devida ao interlocutor que, sete meses atrás, arriscara uma campanha para que Aécio aceitasse ser seu vice na corrida sucessória, como forma de facilitar a vitória do PSDB sobre o PT de Lula e sua candidata.
O fator previdenciário é um sistema de desestímulo à aposentadoria precoce, uma vez que o INSS paga uma pensão maior ao aposentado que adiar a decisão de se aposentar. Nos primeiros dez anos de vigência, o método gerou economia para os cofres públicos calculada em R$ 10 bilhões. Caso seja extinto, a despesa deverá voltar a crescer. Fonte:- Jus Brasil, política.  Para visualizar a imagem em tamanho original, clique no botão com o lado direito do mouse, e escolha a opção "Abrir em nova janela"

5 de out de 2010

Tiririca terá que provar que sabe ler e escrever!

O deputado mais votado do Brasil no pleito deste domingo, o palhaço Tiririca, terá que demonstrar às autoridades eleitorais que sabe ler e escrever para evitar que anulem sua eleição, informou hoje uma fonte oficial. O juiz eleitoral Aloísio Sérgio Rezende Silveira aceitou hoje uma denúncia do Ministério Público Eleitoral que acusa Tiririca de ter falsificado o documento que apresentou para demonstrar que não é analfabeto, uma exigência para todos os candidatos sem estudos no Brasil. "A prova do Instituto de Criminalística aponta uma divergência de grafias, o que deixa uma dúvida sobre uma das condições para ser eleito", explicou o magistrado em comunicado divulgado pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo. Tiririca, cujo nome real é Francisco Everardo Oliveira Silva, terá um prazo de dez dias para apresentar sua defesa, segundo o magistrado.
A falsificação de documentos com fins eleitorais é punida com pena de até cinco anos de prisão, além do pagamento de uma multa, segundo a nota.
O palhaço, do PR, foi o candidato mais votado para a Câmara dos Deputados, com 1.353.820 votos. Fonte:- Portal Terra     * Para visualizar a imagem em tamanho original, clique no botão com o lado direito do mouse, e escolha a opção abrir em nova janela.

4 de out de 2010

Quem Marina irá apoiar no segundo turno?


Derrotada no primeiro turno, Marina Silva (PV) vai pesar na decisão que elegerá o novo presidente da República. Ela tem três opções: declarar apoio a Dilma Rousseff (PT), a José Serra (PSDB) ou manter-se neutra no segundo turno – nem um, nem outro. De qualquer maneira, poderá dar um novo rumo às eleições.
Dilma e Serra disputarão cada voto da candidata que lutou pelo desenvolvimento sustentável. Para isso, o primeiro passo de ambos será convencê-la a se engajar na campanha do segundo turno. Antes de escolher Indio da Costa (DEM) como seu vice, Serra tentou persuadir Marina Silva a desistir da candidatura própria e tornar vice de sua chapa. Fracassou. Agora deverá bater na porta da verde para pedir apoio na reta final do pleito. Ex-petista, Marina chegou a defender o partido em algumas situações na campanha. Ela negou, por exemplo, relações do PT com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). Também evitou ataques diretos a Dilma Rousseff em debates. Por outro lado, cobrou providências do governo sobre os escândalos na Receita Federal e na Casa Civil.
Embates – Ainda como ministra do Meio Ambiente, Marina teve diversos embates com a então ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff. As divergências com o governo Lula levaram Marina a deixar o ministério, e depois o PT. Em comunicado ao partido, reiterou seu desacordo com uma “concepção do desenvolvimento centrada no crescimento material a qualquer custo”.
David Fleischer, cientista político da Universidade de Brasília (UnB), resume a situação: “A Marina não tem muitos amores pela Dilma. Mas, nos debates, não fez ofensiva contra a petista. Também temos que lembrar que Serra recrutou Marina para ser vice dele, e ela não aceitou. Portanto, é difícil de saber para quem o eleitor de Marina migrará. Os votos também podem ficar divididos”.
Marina não tem boas relações com Dilma, mas também nunca foi próxima de Serra. Ela foi petista durante 30 anos e jamais fez aliança com o PSDB. Agora estará em suas mãos parte do peso da balança do segundo turno. * Para visualizar a imagem em tamanho original, clique no botão com o lado direito do mouse, e escolha a opção "Abrir em nova janela"

Em São Paulo, Alckmin ganhou no primeiro turno.

Com 99,22% dos votos apurados, Geraldo Alckmin, candidato do PSDB ao governo de São Paulo, conquistou 50,62% dos votos válidos e foi eleito governador do Estado. Apesar disso, o índice de votos do candidato ainda pode mudar, segundo informou o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) neste domingo (3). Aloizio Mercadante (PT) ficou na segunda colocação, com 35,23%, seguido por Celso Russomanno (PP), que alcançou 5,42% dos votos.
Na quarta colocação ficou o candidato do PSB, Paulo Skaf, que atingiu 4,57% dos votos. Fabio Feldmann (PV) foi o quinto, com 4,14%. A candidata Anaí Caproni (PCO) não chegou a 1% dos votos.
Entretanto, ainda não é possível saber a quantidade de votos válidos (que não levam em conta brancos e nulos) que cada um recebeu. Isso porque o TRE vai decidir se contabiliza os votos dos candidatos nanicos” Paulo Bufalo (PSOL) e Mancha (PSTU), que tiveram as candidaturas indeferidas pelo órgão. Se contados esses votos, o total de votos válidos na eleição para o governo do Estado aumentaria. Isso poderia mexer com a proporção de votos dados a cada candidato na disputa, mas, matematicamente, isso não mudaria a eleição de Alckmin.
Com a vitória, Alckmin chega ao seu terceiro mandato no comando do Palácio dos Bandeirantes. Eleito vice-governador de Mario Covas em 1994, a quem se refere como seu “mestre”, Alckmin assumiu o poder em 2001, com a morte do então governador. No ano seguinte, foi reeleito, permanecendo no cargo até 2006.
Com o governo de José Serra (PSDB), iniciado em 2007 e que foi até 2010, o Estado de São Paulo tem governadores do PSDB há 16 anos seguidos.
Apesar de ter liderado a corrida nos últimos meses – Alckmin tinha 50% das intenções de voto no último sábado (2), contra 26% de Mercadante, segundo o Datafolha –, Alckmin entrou na disputa após duas derrotas sucessivas.
Em 2006, ele perdeu a eleição presidencial para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e, em 2008, foi derrotado por Gilberto Kassab (DEM) na briga pela Prefeitura de São Paulo. Fonte:- R7  * Para visualizar a imagem em tamanho original, clique no botão com o lado direito do mouse, e escolha a opção "Abrir em nova janela"

3 de out de 2010

Daqui a pouco, começam as apurações

Foram várias e várias pesquisas, até o chegado momento. Qual instituto estaria mais próximo da realidade a ser revelada nas urnas? Dilma Roussef ganhará mesmo a eleição no primeiro turno? José Serra ainda tem esperanças? Será que Marina Silva conseguirá ser impulsionada pela tal "onda verde"? Enfim, as interrogações que antecederam o pleito eleitoral serão respondidas daqui a pouco. A certeza é que o Brasil é um país com sua democracia consolidada, apesar do fato  de que  nosso povo ainda não dê a importância devida à esse momento.
 Porém,  o mais importante, no final das contas, é que podemos escolher o nosso destino, mais uma vez. Que tenhamos feito uma boa escolha. * Para visualizar a imagem em tamanho original, clique no botão do lado direito do mouse, e escolha a opção "Abrir em nova janela"

Santos empata com Palmeiras na Vila

Em jogo realizado ontem, o Santos empatou com o Palmeiras pelo placar de 1x1, na Vila Belmiro. Com o empate, o peixe está em sétimo lugar na tabela, com 39 pontos. O verdão, por sua vez, está em nono lugar, com os mesmos 39 pontos, porém, com 2 vitórias a menos que o Santos.  Os gols da partida foram assinalados por Kléber (Palmeiras) e Alan Patrick (Santos).  Resultados dos outras equipes do G-4 Paulista:- Corinthians 2x2 Ceará;      Avaí 0x0 São Paulo.  O Fluminense segue líder, com  52 pontos.  * Para visualizar a imagem em tamanho original, clique no botão com o lado direito do mouse, e escolha a opção "Abrir em nova janela"

2 de out de 2010

Crônica para reflexão sobre a importância do voto

As decisões tomadas na era digital

   Manhã de sábado. É início de mês e o tanque do carro já estava quase vazio. Aproveitei o fato de ter acordado cedo e fui abastecer o veículo, no posto de gasolina do qual sou cliente. No caminho, vinha pensando comigo mesmo:- “Quanto colocarei de combustível?” Chegando na pista de abastecimento, pedi ao frentista que colocasse “cem reais” de gasosa. Depois de muito analisar no caminho, cheguei a conclusão que o valor era suficiente para “rodar esse mês”, haja vista que não tenho nenhuma viagem programada. Conversei com o frentista, falamos sobre o tempo, pedi para calibrar os pneus. Hora de ir ao caixa, pagar pelo combustível, obviamente. Mas pobre que é pobre, nos primeiros dias do mês, não tem dinheiro, e o jeito é pagar com o cartão de crédito. E foi nessa hora, que fiz uma reflexão maluca, comparando o gesto de hoje, diante da máquina de cartão de crédito com o gesto de amanhã, diante da urna eletrônica.
   Estamos na chamada “era digital”. Muitas decisões, são tomadas ao clique dos botões. Compras são feitas, e-mails são enviados, dinheiro é transferido de uma conta para outra, enfim, as teclas hoje, materializam as decisões tomadas pelo cidadão. E estava eu ali, diante da tal “maquininha do cartão”, oficializando o quanto pagaria pelo combustível, no mês seguinte. Apertei o botãozinho “enter”, e pronto, estava confirmado:- em novembro, já existem mais cem reais a serem pagos na próxima fatura. Mas aí veio em mente...e amanhã? Amanhã, outra máquina materializará as decisões de muitos cidadãos brasileiros, ou melhor, de TODOS os cidadãos brasileiros. Diante da urna eletrônica, tomaremos a decisão de escolher a maioria dos cargos eletivos políticos de nosso país. É uma decisão séria, um ritual que temos que cumprir, e que talvez não damos o devido respeito e atenção que merece.
   Ao digitar os números para os cargos políticos em disputa, estaremos escolhendo o futuro de toda uma nação. Iremos decidir se queremos mais escolas, estradas, casas e hospitais, por exemplo. Ou dependendo do que fizermos diante da tal máquina, iremos decidir se queremos incompetência, bandalheira e falcatruas. Aí, o cidadão pensa:- “Puxa, num domingo que poderia estar aproveitando a companhia da família, ou descansando, estarei aqui, enfrentando uma fila enorme e votando nesse bando de safados, que são todos iguais” Não, não são. Existem pessoas comprometidas com o propósito de trabalhar, é só o indivíduo procurar se informar e fazer a melhor escolha possível. Mas nós, brasileiros, via de regra, somos preguiçosos, e esperamos para tomar a decisão aos quarenta e cinco do segundo tempo. Temos que pensar, também, que há décadas atrás, não tínhamos o privilégio de tomar tal decisão, e que muitas pessoas foram torturadas, exiladas e até MORTAS, porque lutaram para que tivéssemos esse direito, transformado em dever. Portanto, não é justo tratar esse ritual com desprezo e desatenção.
   O voto merece análise, e consequentemente, melhor qualidade. Diante da maquininha do cartão de crédito, pagarei a quantia modesta de cem reais, dívida que será paga na próxima fatura, mês que vem. Porém, amanhã, diante da urna eletrônica, se eu ou você, leitor, cometermos algum equívoco, o preço poderá ser bem alto, e essa conta será paga dia a dia, nos próximos QUATRO ANOS! É um prazo bem maior, concorda comigo? Portanto, por mais cansativo e desmotivante que seja, caprichemos diante da urna eletrônica.
- “Moço, sua notinha”, alertou-me a funcionária do caixa, observando minha distração. Dei um sorriso amarelo, como quem pedisse desculpas pela falta de atenção, pois havia mais pessoas na fila. E eu, involuntariamente, estava atrasando o seu serviço. Mas foi por uma boa causa. Mal sabe ela, que naqueles 30 segundos de distração, eu estava fazendo uma análise comigo mesmo, procurando fazer minha parte para escolher bem o futuro do nosso país. Bom voto a todos que fizeram essa leitura.

* O Eldoradense

                                            

Casamento de pinguins na China!

Um oceanário de Dalian, na província chinesa de Liaoning, promoveu nesta sexta-feira (1º) um casamento de pinguins. O parque realizou a cerimônia simbólica de quatro casais de pinguins com objetivo de atrair visitantes, segundo agência “Reuters”. Fonte:- G1 * Para visualizar a imagem em tamanho original, clique no botão com o lado direito do mouse, e escolha a opção "Abrir em nova janela"

1 de out de 2010

Debate morno na Globo, Marina e Serra esboçaram confronto.

No debate visto como sua melhor chance para forçar o segundo turno nas eleições presidenciais, o candidato do PSDB à Presidência, José Serra, evitou confrontar a líder nas pesquisas de intenção de voto, Dilma Rousseff (PT), foi alvo da terceira colocada, Marina Silva (PV), e salpicou críticas ao governo federal apenas nas descrições de propostas. Depois do debate, em entrevista a jornalistas, Serra afirmou que não questionou Dilma porque na oportunidade que teve, o tema sorteado - metrô - "não era o mais apropriado". Ele disse também que esperava perguntar à petista no último bloco do encontro, mas Plínio de Arruda Sampaio (PSOL) o fez antes. "Muitas vezes não pode se tratar de tudo", afirmou.
Na curta entrevista - a mais breve do pós-debate e encerrada com Serra aparentando incômodo-, o tucano disse também que "todos os debates são engessados". E repetiu que é "estranha" a decisão do STF [Supremo Tribunal Federal] de permitir que o eleitor vote apenas com um documento de identificação com foto, sem levar o título de eleitor.  No debate, o tucano trocou perguntas preferencialmente com Marina e teve com a presidenciável do PV a troca mais áspera de todo o encontro. Mas fez isso apenas no quarto bloco, depois de a rival dizer que ele se irritava com repetição de perguntas de debates anteriores. “Não use a sua régua para medir os outros. Se eu fosse usar a minha régua, eu diria que você e a Dilma têm muitas coisas mais parecidas”, afirmou. Fonte:-  BOL notícias. * Para visualizar a imagem em tamanho original, clique no botão do lado direito do mouse, e escolha a opção "Abrir em nova janela"