19 de jun de 2018

Cornetando mais dois jogos...





   1) Senegal 2x1 Polônia

  E parece que a seleção africana candidata à sensação da Copa será Senegal. Enfrentando os polacões da terra de João Paulo ll, os senegaleses esbanjaram ginga e vigor físico, esboçando um futebol que beirou a plasticidade. Abriram o placar no fim do primeiro tempo, em um chute mascado que lembrou o jogo de pinball, dominando as ações até o término da primeira etapa. No segundo tempo a coisa ficou mais equilibrada, mas Senegal parecia mais perto do segundo gol do que a Polônia do primeiro. Não deu outra: numa falha bizarra entre o zagueiro cintura dura e o goleiro trapalhão, o jogador africano colocou a bola no fundo das redes sem nenhuma dificuldade. Os poloneses ainda diminuíram, mas ficou nisso. Sené, Sené, Sené, Senegal!!!

  2) Rússia 3x1 Egito

   Rapaz do céu, hômi seu menino! A Rússia tá com a gota! Eita time que resolveu jogar bola na Copa! Foram mais três gols avassaladores para cima do Egito, que amargou a segunda derrota em dois jogos, e desta vez, não teve a desculpa do desfalque do craque Salah. Este, aliás, foi o autor do único tento egípcio, convertendo pênalti. Mais uma vez a Copa provou que ser anfitrião motiva a equipe, (se bem que há quatro anos o time da casa foi sapecado sete vezes por uma certa seleção germânica, mas tudo bem!). Mas voltando a falar da seleção Russa, as expectativas agora se voltam para o seu último jogo, onde eles enfrentarão um time mais qualificado, nada mais nada menos que o Uruguai. Porém, a classificação já está praticamente garantida. A esta altura, os torcedores russos devem estar se encharcando de vodca para comemorarem o triunfo no futebol e tentar esquecer aquela mala sem alça do Vladimir Putin...

* O Eldoradense

Colômbia 1x2 Japão...





  Colômbia 1x2 Japão

  Definitivamente, o futebol sul-americano não está bem das pernas. A Argentina empatou com a Islândia, o Brasil não conseguiu vencer a Suíça e a Colômbia conseguiu a proeza de perder para o Japão. Logo no começo, o zagueiro colombiano resolveu brincar de basquete, metendo a mão na bola dentro da área e dando um pênalti para os nipônicos, convertido por Kagawa, (que nome, hein?). Para ajudar, o defensor colombiano foi expulso, tendo que assistir a partida lá do vestiário. 

   Correria para um lado, correria para o outro, até que a Colômbia conseguiu empatar em um gol de falta, onde a bola passou por pouco a linha demarcatória da meta. Mas os japoneses tinham um jogador a mais, fora a correria. Osako, (que nome, hein?); cabeceou a pelota para os fundos dos barbantes colombianos e deu números finais ao placar. O pessoal da terra do sol nascente venceu os conterrâneos de Shakira...

* O Eldoradense

Cornetando a vitória inglesa...



  Inglaterra 2x1 Tunísia


 Considerando que os ingleses inventaram o futebol, sempre esperei mais deles em Copas. Mas dentre as campeãs mundiais, eles estrearam bem. Jogaram de forma ofensiva, propondo o jogo, tentando furar o sistema defensivo tunisiano. E assim o fizeram num bate rebate em que a bola sobrou para o artilheiro Harry Kane, que não perdoou. Em um pênalti bobo, os tunisianos empataram, ainda no primeiro tempo. O jogo prosseguiu com a mesma toada - ingleses atacando muito e tunisianos tentando contra-ataque - até que no finalzinho do jogo, quando as cortinas estavam para se fechar, o oportunismo do bom Harry Kane novamente se fez presente. Dois a um, sendo que o placar foi justo, ao meu ver.

* O Eldoradense

18 de jun de 2018

Análises dos dois primeiros jogos de hoje...




         1) Suécia 1x0 Coréia do Sul

     Não assisti, mas baseando-me nas informações obtidas pelo Youtube, percebi um jogo movimentado, de muita correria e disposição. Os coreanos são muito chatos, acreditam em todas as bolas, possuindo uma persistência irritante. Os suecos sempre mantêm aquelo jogo meio truculento, abusando das bolas aéreas, por conta das estaturas avantajadas. No lá e cá entre a correria e o balão na área, prevaleceu o estilo viking, que venceu o jogo pelo placar mínimo, num pênalti em que o juiz recorreu à arbitragem de vídeo para confirmar a infração. 


   2) Bélgica 3x0 Panamá

   Piaba, massacre, jogo de um time só. Dentre as seleções não campeãs mundiais talvez a Bélgica seja a melhor, e contra o frágil Panamá se impôs com propriedade. Parecia um jogo da turma do terceiro colegial contra o quinto ano do ginásio. Para não ser injusto com os panamenhos, eles tiveram uma única chance, enquanto os diabos vermelhos mandaram uma sacolada de chutes em direção às metas caribenhas. Com tanto volume de jogo, a Bélgica venceu por três a zero, fora o baile. Foi mais fácil que roubar doce de criança, mel na chupeta, mamão com açúcar. 

* O Eldoradense

17 de jun de 2018

Corneta dominical na Copa!



 
   Domingo de Copa e jogo do Brasil! Mas antes, vamos comentar os jogos dos coadjuvantes...

  1) Sérvia 1x0 Costa Rica

   Não assisti, opinião baseada no Youtube. Jogo aparentemente equilibrado, mas a Costa Rica nem de longe lembra a seleção que surpreendeu há quatro anos, no Brasil. A Sérvia é bem "mais ou menos", com um futebol parecido com o da antiga Iugoslávia, sem nada excepcional, mas com boa fundamentação técnica. E foi em uma cobrança magistral que a Sérvia inaugurou o placar, e assim ficou. Um a zero magro, mas um golaço de falta fez  valer o vídeo do Youtube...

   2) Alemanha 0x1 México

   Ha ha ha! Os alemães tomaram um soco bem na boca do estômago, com direito à pimenta mexicana bem ardida! Acharam que ia ser molezinha e viram a bola entrar no fundo de suas redes num contra-ataque mortal dos astecas. Deram vexame, fizeram feio, e mesmo com várias chances de gols, não converteram, contrariando aquela velha máxima da "eficiência alemã". O que se viu foi "deficiência alemã", isso sim! Um a zero para o México e foi só! Chapolin deu uma martelada mortal  na cabeça do Hitler! Não contavam com minha astúcia!

    Agora, o jogo dos pentacampeões mundiais, os melhores dentre os melhores, a seleção canarinho, enfim, nós mesmos, sem qualquer ufanismo ou euforia gratuita...

  3) Brasil 1x1 Suíça

   Bandeiras à meio mastro, vuvuzelas roucas e água no chope. O primeiro jogo do Brasil não foi um desastre, mas também não encheu os olhos. Como diria Lulu Santos: "Não vou dizer que foi ruim, também não foi tão bom assim!" No primeiro tempo o time brasileiro se impôs, jogou coletivamente e fez um golaço, num chute certeiro de Philippe Coutinho, (nunca vi um nome "Felipe" escrito com uma grafia tão fresca, mas tá valendo!).  No segundo tempo, os suíços resolveram jogar um pouquinho mais, e fizeram um gol mais irregular que as contas dos brasileiros nos bancos daquele país. Um a um, e aí a seleção brasileira saiu da casinha, resolvendo jogar muito individualmente, se enervando e querendo ganhar a partida mais no desespero do que no talento e na inteligência. Ficou nisso. Se alguém insistiu em soltar rojões, foi por pura "queima de estoque"...


* O Eldoradense  

Em clima de Brasil na Copa: "Pagode russo", com Luiz Gonzaga!


"Pagode russo" - Luiz Gonzaga

Ontem eu sonhei que estava em Moscou
Dançando pagode russo na boate Cossacou
Ontem eu sonhei que estava em Moscou
Dançando pagode russo na boate Cossacou

Parecia até um frevo naquele cai e não cai
Parecia até um frevo naquele vai e não vai
Parecia até um frevo naquele cai e não cai
Parecia até um frevo naquele vai e não vai

Vem cá cossaco, cossaco dança agora
Na dança do cossaco, não fica cossaco fora
Vem cá cossaco, cossaco dança agora
Na dança do cossaco, não fica cossaco fora

Jogo de ontem: Croácia x Nigéria





   Croácia 2x0 Nigéria

  Os melhores momentos resumiram-se a um só cenário: croatas de uniforme quadriculado atacando contra nigerianos zuretas mais perdidos que cegos em tiroteio, tentando se defender, sem sucesso. Com tanta passividade da seleção africana, a Croácia não enfrentou dificuldades para marcar os primeiros três pontos na Copa. Um gol no primeiro tempo, e outro no segundo, de pênalti. A Nigéria já foi bem melhor...

* O Eldoradense