29 de ago de 2013

Texto: "Palavrões"




“Palavrões”

   O convívio social entre os indivíduos requer comunicação, e isso é inevitável. Durante o cotidiano, as pessoas conversam entre família, com os vizinhos, trabalham, fazem transações comerciais, enfim, comunicam-se. É aconselhável que a cordialidade e o respeito se façam presentes nestas relações, exatamente para que nelas a harmonia seja predominante. E nestes contextos, saudações, palavras bem colocadas, conversas agradáveis e agradecimentos não são apenas bem vindos: são necessários.

   Mas existem ambientes e ocasiões, que vez ou outra, um tipo de vocábulo chocante e discriminado por muitos pode sair de forma surpreendente até das bocas mais puritanas: o palavrão. Falar um palavrão, ao meu entender, em determinadas situações, não é sinônimo de má educação. O baixo calão pode ser empregado até mesmo para extravasar um momento de tensão, e neste caso específico, é possível até que faça bem para a saúde. Imagine-se martelando um prego, e de repente, acertando o próprio dedo, com força. É preciso ser muito educado, ou ter paciência de monge budista para não verbalizar um palavrão tão intenso quanto a pancada sofrida.

  Outro contexto que serve como um “culto ao baixo calão” são as peladas e os jogos de futebol. Uma pessoa que solta um palavrão jogando futebol ou mesmo assistindo uma partida, não necessariamente propagará palavras chulas em ambientes ou situações mais formais. Envolto pela emoção e pelo calor de uma peleja futebolística, o sujeito vai de Papa Francisco a Capitão Nascimento em poucos segundos.

  Não escrevi este breve texto com o objetivo de fazer uma “apologia ao palavrão”, muito pelo contrário. Apenas acho que existem situações e ocasiões em que ele é admissível. Seja contando piadas entre adultos, extravasando dores e tensões, ou até mesmo durante a prática esportiva, é fato que os palavrões já ganharam uma espécie de “licença poética” para fluírem com naturalidade, sem maiores preconceitos, julgamentos ou retaliações. Enfim, assim como nos dizeres dos rótulos das bebidas alcoólicas, creio que o baixo calão deva ser apreciado com moderação. E aquele que nunca disse um palavrão sequer durante a vida, que atire a primeira pedra...


* O Eldoradense


26 de ago de 2013

Piada de segunda: "O saci atleta"


"O saci atleta"

  O saci ganha uma prova de atletismo, e sobe no pódio em primeiro lugar. O repórter, surpreso com a façanha desta lenda viva do folclore brasileiro, pergunta:

   - Como você conseguiu esta proeza tendo apenas uma perna?

   O saci, desconfiado responde:

   - Não venha me dizer que usar Viagra agora é doping!!!
   

25 de ago de 2013

Vídeo musical de hoje: "Os corações não são iguais", com o Roupa Nova!


"Os corações não são iguais" - Roupa Nova

Você tem o tempo que quiser
De você aceito o que vier
Menos solidão

Me promete tudo outra vez
Na esperança louca de um talvez
Me basta a ilusão

Só te peço o brilho de um luar
Eu só quero um sonho pra sonhar
Um lugar pra mim

Eu só quero um tema pra viver
Versos de um poema pra dizer
Que eu te aceito assim

O que eu sei é que jamais vou te esquecer
Eu me agarro nessas fantasias pra sobreviver
Eu não sei se estou vivendo de emoção
Mas invento você todo dia pro meu coração

Deixe saudade e nada mais
Por que é que os corações não são iguais
Diga que um dia vai voltar
Pra que eu passe minha vida inteira me enganando

Deixe saudade e nada mais
Por que é que os corações não são iguais
Diga que um dia vai voltar
Pra que eu passe minha vida inteira te esperando

O que eu sei é que jamais vou te esquecer...

24 de ago de 2013

Ótima apresentação de Juca Chaves em Presidente Venceslau!



  Apresentou-se ontem, no anfiteatro Nelson Reis Oberlander, em Presidente Venceslau, o grande humorista Juca Chaves. Espetáculo agradável, que contou com bom público. Em seu "sit down", Juca contou várias piadas e cantou algumas de suas composições musicais como menestrel, cativando os espectadores com grande domínio de palco. A apresentação fez parte do Circuito Cultural Paulista, e seria bastante válido se a Divisão de Cultura de Presidente Venceslau trouxesse com mais frequência espetáculos desta natureza. Obs: a imagem acima foi retirada da internet, pois não era autorizado fotografar o humorista durante a apresentação.

* O Eldoradense


23 de ago de 2013

Quinta-feira especial para o basquetebol venceslauense!




  A noite de ontem prometia para a equipe adulta de basquetebol feminino de Presidente Venceslau: com a vitória na "melhor de 3" obtida em São Caetano, o time local precisava apenas de mais uma vitória nas duas partidas restantes, que aconteceriam em casa, direito adquirido pela melhor campanha na primeira fase. Porém, não houve necessidade de um terceiro jogo, pois um novo triunfo veio no segundo embate, dando o título paulista de basquetebol feminino adulto da série A-2 para as venceslauenses.

   Com a posse da bola, a equipe local cadenciou a partida, utilizando de forma providencial a troca de passes. Sem ela, a marcação propiciou contra-ataques rápidos que foram decisivos para que a vitória acontecesse de forma incontestável. A torcida venceslauense estava em sintonia com a ótima atuação da equipe, e, faltando um minuto e meio para o término do último quarto, o grito de "É campeão" ecoava no Ginásio da Uniesp, que possuía grande público. Final de jogo: Presidente Venceslau 79 x 61 São Caetano. Festa e comemoração dentro da quadra e na arquibancada! 

   A quinta-feira do dia 22/08/13 foi especial, daquelas inesquecíveis para a comunidade local. Parabéns às meninas, à comissão técnica e aos apoiadores que tornaram viável a conquista. Este trabalho é motivo de orgulho para todo nosso povo, e é a prova viva de que com garra, empenho e seriedade, os resultados aparecem. 


                                                  * O Eldoradense

                 
  

18 de ago de 2013

Vídeo musical de hoje: "Sobre o tempo", com o Pato Fu


"Sobre o tempo" - Pato Fu

Tempo, tempo mano velho, falta um tanto ainda eu sei
Pra você correr macio

Tempo, tempo mano velho, falta um tanto ainda eu sei
Pra você correr macio
Como zune um novo sedã

Tempo, tempo, tempo mano velho
Tempo, tempo, tempo mano velho
Vai, vai, vai, vai, vai, vai

Tempo amigo seja legal
Conto contigo pela madrugada
Só me derrube no final

Ah-ah-ah ah-ah
Ah-ah-ah ah-ah

Tempo, tempo mano velho, falta um tanto ainda eu sei
Pra você correr macio
Como zune um novo sedã

Tempo, tempo, tempo mano velho
Tempo, tempo, tempo mano velho
Vai, vai, vai, vai, vai, vai

Tempo amigo seja legal
Conto contigo pela madrugada
Só me derrube no final... oh-oh... oh-oh ah...

Uh... uh... ah au
Uh... uh... ah au
Vai, vai, vai, vai, vai, vai

12 de ago de 2013

Piada de segunda: "A velhinha suicida"


"A velhinha suicida"

   A senhorinha com cem anos de idade, viúva e totalmente solitária, resolveu suicidar-se, mas antes ligou ao médico, para esclarecer onde exatamente ficava o coração. O doutor, sem saber das intenções da velhinha, informou com muita presteza que o coração ficava pouco abaixo do seio esquerdo. No outro dia, a principal manchete dos jornais era: "Velinha tenta se matar com um tiro no joelho esquerdo!"
    

   

Vídeo musical: "Bebendo vinho" - Ira


"Bebendo vinho" - Ira

Eu vivo sozinho e apaixonado
Não tenho ninguém aqui do meu lado
Meu cachorro Vênus foi roubado
Fiquei um pouco preocupado

Vou me entorpecer bebendo vinho
Eu sigo só o meu caminho
Vou me entorpecer bebendo vinho
Eu sigo só o meu caminho

Chove pra caramba aqui no Rio
Penso no sul aquele frio
A TV diz que vai fazer sol
Não sei se é bom ou é pior

Vou me entorpecer bebendo vinho
Eu sigo só o meu caminho
Vou me entorpecer bebendo vinho
Eu sigo só o meu caminho

No rádio toca o velho rock 'n' roll
Fico pensando aonde estou
Nada satisfaz nesta hora
Se é assim eu vou embora

Vou me entorpecer bebendo vinho
Eu sigo só o meu caminho
Vou me entorpecer bebendo vinho
Eu sigo só o meu caminho

10 de ago de 2013

Em Santa Catarina, 40 baleias-francas são monitoradas por ONG!



 Durante o primeiro sobrevoo de monitoramento, foram avistadas de 40 baleias-francas no litoral de Santa Catarina. A espécie é uma das mais ameaçadas de extinção.
Do total de animais identificados pelo Projeto Baleia-Franca, 15 eram filhotes, número considerado dentro da média para o período. Os pesquisadores também puderam visualizar algumas baleias conhecidas, que estão entre as catalogadas pela ONG ao longo dos 30 anos de pesquisas.

  Uma delas é a "JDot", que tem esse nome por conta da mancha branca em forma da letra "J" no dorso. Com mais de 40 anos, essa baleia já tem sete filhos nascidos em águas brasileiras.A equipe também avistou a baleia que foi vista há cerca de uma semana com um pedaço de rede de pesca na cabeça. Segundo a coordenadora do projeto, Karina Groch, mestre e doutora em biologia animal pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, ela estava acompanhada pelo filhote e em boas condições de saúde.

Para Paulo Flores, analista ambiental do Centro Mamíferos Aquáticos/ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, a avistagem de baleias como a JDot" proporciona o registro de longevidade e da taxa reprodutiva das baleias-francas. "São animais importantes para a manutenção da recuperação populacional da espécie no Atlântico Sul Ocidental", afirma.

  Flores ressalta ainda que, mesmo com a ameaça dos enredamentos de baleias, o número de ocorrências não tem comprometido a sobrevivência dos animais.
Para o monitoramento foram percorridos cerca de 200 km do centro-sul catarinense, área que compreende o sul de Florianópolis a Torres, município já localizado no Rio Grande do Sul.

  A região é considerada berçário natural da espécie, que procura as águas calmas e com temperaturas amenas da região não apenas para ter seus filhotes e amamentá-los como também para reprodução. Fonte: Folha.com                 * Para visualizar a imagem em tamanho original, clique sobre a mesma.

7 de ago de 2013

Texto crítico: "Tucanos, tatus e toupeiras"

Tucano

Tatu


Toupeira

"Tucanos, tatus e toupeiras"

   Em floresta republicana que se preze, não existe mais esse lance de “Rei dos animais”, pois isso é coisa do regime imperial. A bicharada, nas florestas republicanas, é eleita através do voto direto, e quem conseguir a maioria absoluta no pleito, ocupa o cargo executivo ao qual foi eleito. Portanto, é possível que o prefeito seja de uma espécie, o governador de outra, e o presidente, de uma terceira. Enfim, estas são as características da floresta republicana democrática. Na província mais próspera da selva, conhecida por “Locomotiva”, os tucanos estão no comando há um bom tempo. Muitos acreditam que eles estão acima de qualquer suspeita, mas sinceramente, eles nunca me enganaram. 

   Há quem diga que certa vez, um tucano quis aumentar o número de túneis subterrâneos na floresta, com intuito de tornar mais ágil a mobilidade da bicharada. A ave bicuda então resolveu contratar os serviços da espécie que possui maior conhecimento técnico para a realização de obras desta natureza: os tatus.

   Como na república democrática florestal é exigido o processo licitatório para o início dos trabalhos, diferentes grupos de tatus se ofereceram para realizar a empreita pelo menor preço. O tatu-bola ofereceu um valor, o tatu-galinha outro, e o tatupeba, um terceiro. Mas canastrão que é, o tatu-canastra propôs a formação de um cartel, onde os preços seriam elevados e muito parecidos. Posteriormente, os tatus perdedores da licitação seriam contratados pelo grupo vencedor, prosseguindo com as obras, então superfaturadas. E assim foi feito, muito provavelmente com o conhecimento e a participação dos tucanos nos lucros ilegais do esquema.

   Quase vinte anos depois, eis que perdigueiros estão na cola de tatus e tucanos. O tatu-canastra, canastrão que é, prometeu colaborar com as investigações em troca de não ser punido, em um trâmite conhecido juridicamente como delação premiada. O tucano, bom de bico que é, jura não saber do ocorrido, e diz que exigirá na justiça o ressarcimento dos cofres da província, movendo um processo contra tatus empreiteiros e servidores toupeiras, que promoveram a viabilidade burocrática do trâmite.

    Como na nossa floresta republicana democrática sempre prevalece a “lei da selva”, que geralmente beneficia os mais fortes e influentes, pergunto: Será que a justiça punirá apenas as humildes toupeiras?


                                                 * O Eldoradense

4 de ago de 2013

Clipe internacional de hoje: "Beatiful Day", com o U2


"Beatiful day" - (Lindo dia) - U2

O coração é uma flor
Que brota no chão rochoso
Mas não há nenhum quarto,
Nenhum lugar para alugar nesta cidade

Você está sem sorte
E o motivo que você tinha para se preocupar
O trânsito engarrafou
E você não está indo a lugar algum

Você achou que havia encontrado um amigo
Para lhe tirar deste lugar
Alguém a quem você pudesse dar uma força
em troca de misericórdia

É um lindo dia
O céu desaba, e você sente que
É um lindo dia
Não deixe ele escapar

Você está na estrada
Mas não tem destino
Você está na lama,
No labirinto da imaginação dela

Você ama esta cidade,
Mesmo que isso não soe verdadeiro
Você conhece ela inteira,
E ela conhece você por inteiro

É um lindo dia
Não deixe ele escapar
É um lindo dia

Toque-me,
Leve-me para aquele outro lugar
Ensine-me,
Eu sei que não sou um caso perdido

Veja o mundo em verde e azul
Veja a China bem na sua frente
Veja os canyons rasgados por nuvens
Veja o cardume de atum limpando o mar
Veja as fogueiras beduinas à noite
Veja os campos de petróleo à primeira luz e,
Veja o pássaro com um ramo no bico
Depois da enchente todas cores apareceram.

Era um lindo dia
Não deixe ele escapar
Lindo dia

Toque-me,
Leve-me para aquele outro lugar
Alcance-me,
Eu sei que não sou um caso perdido

O que você não tem, você não precisa agora
O que você não sabe você pode sentir de alguma forma
O que você não tem você não precisa agora
Você não precisa agora

Foi um lindo dia...