5 de set de 2015

Poema: "Estrela decadente"


"Estrela decadente"

Estrela que sempre propagou,
O discurso da moralidade;
Mas que agora, se apagou,
Em meio à mediocridade!

Imersa no lamaçal,
Como porco no chiqueiro;
Seduzida pelo vil metal,
Atraída pelo dinheiro!

Corrompeu-se explícita,
Em escândalos rotineiros;
Prostituiu-se ilícita;
Enriquecendo os companheiros!

Seu profeta barbudo,
Não sabia das armações;
Sempre negando tudo,
O mais cínico dos cafetões!

A rainha está nua,
Isolada no Planalto;
O povo, grita na rua:
Será que ela sai do salto?


* O Eldoradense


2 comentários:

  1. Muito bom amigo blogueiro, falou tudo em versos!!!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. essa ficou otima descreveu bem o que vemos e vivemos

    ResponderExcluir