27 de ago de 2016

Livro: "A verdade sobre os incas"




   Acabo de concluir a leitura de minha última aquisição literária, intitulada "A verdade sobre os incas', da escritora austríaca "Roselis Von Sass', e publicado pela Editora Graal. Uma obra que mescla história fictícia de personagens do Império Inca juntamente com seus verdadeiros traços culturais, descrevendo com grande riqueza de detalhes a culinária, a música, as danças e a arquitetura de um povo misterioso que habitava os altiplanos andinos e manteve domínios territoriais que compreendiam desde a Colômbia até a Argentina. 

   A narrativa envolve lugares como Machu Pichu, La Paz, Cusco e o lago Titicaca, enfatizando o alto desenvolvimento desta civilização em assuntos como astronomia e suas complexas obras de infraestrutura, dentre as quais destacam-se estradas, pontes, aquedutos e sistemas de irrigação. Também são relatadas de forma mística as construções das suas pirâmides, que teriam sido meticulosamente edificadas por aliados espirituais denominados "gigantes".


     É contraditória a forma com que os incas foram dominados quase que passivamente pelos espanhóis, já que eram um povo dotado de alto conhecimento, porém, avesso às armas. Durante os relatos de dominação espanhola, são descritas as violências praticadas contra a civilização, bem como as estreitas ligações entre os colonizadores e a Igreja Católica. Os primeiros, envoltos numa busca ambiciosa por ouro, e os outros, munidos pelo argumento da conversão religiosa, numa verdadeira e sangrenta "Guerra Santa" em nome de Cristo. Este choque cultural e religioso rende páginas interessantes, onde ambos os povos interpretam as crenças alheias como equivocadas na busca pela salvação e elevação espiritual. Os católicos acusam os incas de "pagãos", enquanto os incas acusam os católicos de "idólatras" ao avistarem o crucifixo no peito do padre incumbido de promover a conversão. 

   A primeira vista, o título sugere um documentário literário sobre a cultura inca, porém, ao desenrolar da leitura, percebe-se uma instigante obra de ficção embasada no cotidiano desta misteriosa civilização pré-colombiana. Recomendo.

* O Eldoradense

Nenhum comentário:

Postar um comentário