31 de dez de 2016

Poema: Sonhos e ilusões


"Sonhos e ilusões"

Quando estouram os espumantes,
Nascem promessas corriqueiras,
De que nada será como antes;
Superando  velhas barreiras...

Surge uma nova meta,
Sob os fogos de artifício;
Um começo de dieta,
O abandono de um vício...

A busca pela cara metade,
O sucesso no vestibular;
A esperada  maternidade,
A edificação de um lar...

Uma dívida quitada,
A compra de um automóvel;
Aquela viagem aguardada,
A aquisição de um imóvel...

Sonhos que vem e que vão,
Ao brindar das taças;
Inebriante ilusão,
Contagiando as massas...

Contagem regressiva,
Para o aguardado momento...
Mas com tanta expectativa,
Fizeste algum agradecimento?

* O Eldoradense


Um comentário:

  1. Anônimo11:51

    Tenho certeza que VC já agradeceu.Mais o que te motiva esse ano?Qual mudança VC sonha?continua no mesmo comodismo?nessa zona de conforto dizendo que está tudo bem ,e por dentro desejando mudar,arriscar...Feliz 2017 que não seja só mais um número

    ResponderExcluir