7 de dez de 2016

Poema: Providências previdenciárias


"Providências previdenciárias"

Michel está preocupado,
Com o rombo na previdência;
E já deu o recado:
Vai tomar providência!

Virão as reformas,
Nada atraentes;
Alterando as normas,
Hoje vigentes...

Para deixar de laborar,
Sem perdas, nem danos;
Teremos que colaborar,
Quarenta e nove anos!

Vampiro engravatado,
Sugando o contribuinte;
Pescoço ensanguentado;
Crueldade com requinte!

Trabalharemos caquéticos,
Até os últimos dias;
Velhinhos e céticos,
Quanto às aposentadorias!

Haja disposição,
Longevidade e afinco;
Será que meu coração,
Chega aos sessenta e cinco?

                  * O Eldoradense                                  

Um comentário:

  1. Anônimo12:01

    Um vampiro que supostamente tem o controle sobre o mundo animal e pode se transformar em um morcego, rato, coruja, traça, raposa, ou lobo.

    ResponderExcluir