7 de mar de 2017

Poema: "Limonada"


"Limonada"

Um corte no dedo,
Ao fazer limonada;
É tema e enredo,
De poesia rimada!

Lâmina afiada,
Dolorosa invasão;
A epiderme violada,
Sangrando em vão...

Minuto de bobeira,
Numa leve distração;
De qualquer maneira,
Serve para reflexão...

É que a doçura e acidez,
De um suco de limão;
Lembram, talvez,
Os sabores da paixão...

E a fenda ardente,
Aberta sem piedade;
Não é nada diferente...
Da dor da saudade!

Se uma faca lhe machucar,
Faça um curativo!
Não adianta lamentar...
Seja criativo!

 Inútil é a reclamação,
Ela não serve para nada...
Se a vida der um limão...
Faça uma limonada!

* O Eldoradense

Um comentário:

  1. Anônimo09:25

    E a fenda ardente,
    Aberta sem piedade;
    Não é nada diferente...
    Da dor da saudade!
    Gostei!
    Bom dia!!!

    ResponderExcluir