20 de out de 2016

Poema: "Mulata"


"Mulata"

Esmeralda foi-se embora,
Consumamos a separação;
Meu coração, agora...
Segue em outra direção!

Falo de uma negra sinuosa,
Que nunca foi de ninguém;
Tão macia, silenciosa...
Meu novo querer bem!

Já fizemos alguns passeios,
Em fase de reconhecimento;
Respeitando os freios,
Do início do relacionamento!

Mas logo virá a intimidade,
Sei que será incrível;
Aguardo com ansiedade,
Este momento inesquecível!

Acho que estou amarrado,
Por esta bela mulata...
Ou seria "Yamahado"...
Por uma "mula de lata"?


* O Eldoradense

Um comentário:

  1. Parabénsss pelo poema e pelo Dia do Poeta, muito criativa esta ode a motocicleta, rsrsrs ou melhor "Mulata"!!!
    Abraços

    ResponderExcluir