18 de jul de 2015

Poema: "Versos para a bike"




  Nos últimos três meses e meio, perdi 12 kg andando de bicicleta e modificando meus hábitos alimentares. Considerei esta uma vitória pessoal, que achei merecer alguns versos:

"Versos para a bike"

Magrela altiva,
Que encurta a distância;
Brincadeira esportiva;
Que devolve a infância!

Venço ladeiras eternas,
Desafios em desníveis;
Meus pulmões, minhas pernas,
São os teus combustíveis!

Quilômetros devorados,
Nas estradas vicinais;
Quilos eliminados,
Menos garfo, mais pedais!

Vento que acaricia,
Sob a luz matinal;
Equitação que vicia,
Sobre o cavalo de metal!

Às vezes, me sinto menino,
Outrora, sinto-me atleta;
Só sei que estou mais fino,
Obrigado, bicicleta!


* O Eldoradense


Um comentário:

  1. Que legal, parabénsss... que continue se exercitando muito com a sua magrela... abraços!!!

    ResponderExcluir