11 de dez de 2014

Poema: "Onze de dezembro"


"Onze de dezembro"

Mais um onze de dezembro,
data de melancolias;
Tantas coisas que relembro,
de tristezas e alegrias...

Sentimentos imprecisos,
emoções embaralhadas;
Lágrimas e sorrisos,
caminhando de mãos dadas!

Rosas e espinhos,
calmaria e tempestades;
Atalhos e descaminhos,
afeto e saudades...

Mais uma página lida,
no livro da existência;
Mais histórias de vida,
capítulos de experiência!


Lamento não ser imortal
Pois é tudo tão bonito;
É pena ter ponto final,
É pena não ser infinito!



* O Eldoradense


3 comentários:

  1. Hoje é seu níver??? Parabénsss, muitas felicidades e bençãos de Deus... abraços!!!

    ResponderExcluir
  2. Anônimo17:17

    Parabéns que vc seja muito feliz..

    ResponderExcluir
  3. Anônimo08:47

    Não sei se a vida é curta ou longa demais pra nós, mas sei que nada do que vivemos tem sentido, se não tocamos o coração das pessoas...

    ResponderExcluir