9 de dez de 2014

Convido os senhores leitores a assistirem ao "Documento Bolsa-Família", exibido ontem, durante o CQC




  Ontem, aquele que eu considero o programa humorístico mais sério da TV brasileira, (o CQC); exibiu uma matéria bastante esclarecedora sobre o Bolsa-Família. A reportagem falou sobre o ínfimo impacto do programa em nosso PIB, explicou o quanto do dinheiro investido retorna para a nossa economia, bem como a sua importância para diminuir o problema da segurança alimentar no Brasil. Além disso, reforçou a informação estatística de que 3/4 dos beneficiários do Bolsa-Família trabalham, o que muita gente não sabe. Também foi ressaltada a exigência de contrapartidas, como a frequência escolar das crianças amparadas pelo programa, por exemplo.

    A matéria colheu depoimentos de famílias beneficiadas, artistas e políticos, (inclusive do ex-presidente FHC, criador do programa social embrionário do Bolsa-Família, o Bolsa-Escola). Portanto, a questão não é quem criou o programa, nem o partido político que o ampliou, mas sim, sua grande importância para retirar o país do vergonhoso mapa mundial da fome. Respeito as opiniões contrárias ao Bolsa-Família, mas gostaria que aqueles que se opõem ao programa pelo menos assistissem ao vídeo acima. Deixo clara minha opinião favorável ao Bolsa-Família independente dos frutos políticos que sejam colhidos por PT ou PSDB, pois esta não é uma questão partidária, mas sim, uma questão ligada às necessidades básicas dos cidadãos menos favorecidos.

* O Eldoradense 

Nenhum comentário:

Postar um comentário