19 de dez de 2014

Papa Francisco poderá realizar dois milagres em menos de uma semana!




  Há dois dias foi anunciada a reaproximação entre Estados Unidos e Cuba, países que estavam rompidos diplomaticamente há pelo menos meio século. Barack Obama e Raúl Castro anunciaram o acordo, sendo que o Papa Francisco teve papel fundamental para a concretização do mesmo. É importante salientar que a reaproximação diplomática não quer dizer exatamente o fim dos embargos econômicos dos Estados Unidos à Cuba, pois isso dependeria de aprovação do legislativo norte-americano. Mas é um primeiro passo.

   É fato que Cuba vive situação de pobreza motivada por uma ditadura socialista ineficaz no propósito de estabelecer um padrão de vida minimamente razoável à sua população, mas também há de se admitir que o embargo  norte-americano tem importante papel no atual contexto socioeconômico da ilha caribenha.

  Que a reaproximação tenha como consequência a prosperidade econômica da ilha, e em uma previsão mais otimista, que isso signifique também o início da implementação da democracia em Cuba, país massacrado por um regime ditatorial ideológico covarde que já ceifou milhares de vidas que clamaram por liberdade.

 Méritos ao Papa Francisco, que com sua postura serena e conciliadora pode ser considerado um "milagreiro", pois a reaproximação diplomática entre norte-americanos e cubanos há tempos atrás era considerado algo praticamente impossível, quase que Utópico. 

  Como bom milagreiro, será que o Papa conseguiria fazer o seu clube de coração -San Lorenzo- vencer o Real Madrid neste sábado, na final do Mundial Interclubes da Fifa? Seria o segundo milagre realizado pelo Sumo Pontífice em menos de uma semana. Bem, depois do que aconteceu no campo da diplomacia internacional entre Estados Unidos e Cuba, eu não duvido nada. Afinal, o Papa Francisco parece ser mesmo porreta! Ou pop, como diriam os Engenheiros do Hawaii...


* O Eldoradense

  

Um comentário:

  1. Ele é Pop mesmo, rsrsrs mas acho que no futebol ele ainda não faz milagres, rsrsrs abraços!

    ResponderExcluir