19 de mai de 2017

Poema: "Homem-raposa"


"Homem-raposa"

O Michel não teve noção,
De tão ingênuo que foi;
Protagonizou a delação,
Do dono da Friboi!

Justo o homem-raposa,
Que se julga experiente;
Sedutor da jovem esposa,
Algoz da ex-presidente...

Vitimado por uma gravação,
Áudio bomba, petardo...
A propina em ação,
Para calar o Eduardo!

Nem esquentou a cadeira,
Já se encontra vulnerável;
Até parece brincadeira,
Algo inacreditável!

                                                             Se fosse no meu caso,
Após grave denúncia;
Nem esperaria o prazo...
 Optava pela renúncia!

                         * O Eldoradense                                         

Nenhum comentário:

Postar um comentário