5 de abr de 2016

Comentário sobre o vídeo "Delação", produzido pelo "Porta dos Fundos".




  O canal humorístico "Porta dos Fundos" se caracteriza por fazer humor com desprendimento, satirizando tudo o que consideram merecer as devidas críticas, com um olhar alheio às paixões. Anteriormente ao vídeo "Delação", o canal já havia produzido vídeos críticos ao PT, Lula e Dilma, como nas esquetes "Reunião de Emergência" e "Reforma". Desta vez, as críticas foram ao PSDB e uma suposta "seletividade" nas investigações da Polícia Federal; (seletividade esta, que sinceramente, não duvido que exista). Entendam bem: Seletividade não quer dizer que o PT seja inocente ou que as provas da corrupção vermelha não existam, seria absurda tal alegação. Seletividade é minimizar ou anular os indícios da corrupção de outros partidos, é algo totalmente diferente.

   Até pouco tempo atrás, rasguei elogios ao juiz Sérgio Moro e ao trabalho da Polícia Federal. Isso até a imprensa vazar o nome de mais de 200 políticos envolvidos nas propinas pagas pela Odebrecht e o juiz enviar tal lista para o STF. Ora, para quem divulgou grampos sob o argumento (palpável), de que os governados deveriam saber como agiam os governantes, não é estranho que a tal lista precisasse ser vazada pela imprensa e não divulgada pela Polícia Federal? Isso não é, de certa forma, seletividade?

   Vejam bem, isso não anula meu apoio às investigações contra o PT, elas precisam ter prosseguimento, e eu espero que culminem no impeachment de Dilma. Mas sinceramente, quem eu via como "herói" até pouco tempo atrás, já considero "meio herói" nos dias de hoje. Eu espero que a Lava Jato continue suas operações, não perdendo força com a confirmação do afastamento de Dilma. Caso contrário, ficarei sentindo aquele sabor de "meia pizza". 

   Quanto ao vídeo do Porta dos Fundos, que inclusive gerou muita polêmica e críticas, eu aprovo e concordo com seu teor, pois até que me provem o contrário, a Lava Jato ganhou esta conotação seletiva após o vazamento da lista da Odebrecht e seu posterior envio ao STF. Só não digo que fiquei totalmente decepcionado porque as investigações contra o PT deram resultado. Respeito quem pensa diferente, até porque neste momento de tanta polarização, está difícil discutir política, pois a exaltação dos ânimos está beirando os níveis da hostilidade e a animosidade. E política não se analisa com paixões, mas sim com o máximo de frieza e imparcialidade. E é assim que o Porta dos Fundos vem fazendo suas críticas, satirizando o que merece ser satirizado, independente da ideologia ou partido político. E na política brasileira, o que não falta é matéria-prima, seja ela vinda de quaisquer  partidos ou instituições.

* O Eldoradense



Nenhum comentário:

Postar um comentário