10 de jul de 2016

Eu bem que havia avisado...




 É, amigos leitores... eu havia dito! Muita gente não acreditava, exatamente porque os franceses eram os anfitriões, e depois que Cristiano Ronaldo saiu lesionado do campo, ainda no primeiro tempo, parecia que a festa do título da Euro-16 seria francesa. Mas não!! Alguma coisa conspirava a favor da segunda epopeia portuguesa; (a primeira foi narrada por Fernando Pessoa, em "Os Lusíadas"). Sim, havia um cheiro de bacalhoada profética, um aroma intuitivo de pastel de Belém, uma bola de cristal reluzindo verde e vermelho. Desculpem-me mas só os sensitivos como eu e o Polvo Paul possuem este dom. Como o referido molusco já é falecido, coube a mim esta previsão que contrariava expectativas e especulações, já que há mais de quarenta anos a seleção principal de Portugal não vencia a França. Mas hoje era dia!!! Há quem diga que no além, D. João foi à forra contra Napoleão, e que os franceses estão chorando ao som do fado. 

   A França até que foi melhor, mas contra a profecia não existe essa de qualidade: o que manda é o Destino! O goleiro português Rui Patrício pegou tudo, e quando não deu conta de fazer a intervenção, a trave encarregou-se de defender as metas lusitanas! E no segundo tempo da prorrogação, o atacante Éder fez cumprir as minhas profecias! Portugal campeã, ao som de Roberto Leal e muito vinho do porto na mesa, como eu havia dito! Se Fernando Pessoa narrou a primeira epopeia portuguesa de forma poética, eu, Fernando Freitas profetizei a segunda epopeia lusitana! E quem quiser saber mais sobre o próprio futuro, é só me procurar: leio tarô, cartas, búzios e sou craque também na quiromancia...

* O Eldoradense

Um comentário:

  1. Eu comemorei com vinho português, rsrsrs Adorei esta vitória de Portugal e já estamos nos programando para visitar a terrinha no ano que vem, tomara que dê certo... abraços!!

    ResponderExcluir